E porque a arte e a poesia (re)nascem a cada instante - e mais em cidades inspiradoras como Lisboa e Porto, onde não faltam artistas das várias áreas -, estas são agora promovidas em livrarias centrais. Se por um lado, os designers salientam os #Livros e as montras, por outro, os atores, declamadores e poetas elevam a voz como cantando palavras para maior sensibilização do público em geral. Este programa com o nome "Urgente é a Poesia" foi inaugurado, ontem, 5 de maio, na livraria Leitura Bulhosa, situada na rua José Falcão (Porto), onde o ator José Falcão declamou poemas ligados ao burgo e seus poetas.

Durante esta semana, o Porto estará em destaque, sendo que as leituras de poesia se prolongam, e sempre ao final da tarde (pelas 18h), nas seguintes livrarias portuenses: hoje (6 de maio), Poetria, na Rua das Oliveiras, com a participação do poeta João Luís Barreto Guimarães; amanhã (7 de maio), Lumière, na Travessa da Cedofeita, com o declamador Isaque Ferreira; sexta-feira (8 de maio), INCM (Imprensa Nacional/ Casa da Moeda), na Praça Gomes Teixeira, com o poeta José Valle de Figueiredo.

Publicidade
Publicidade

A ideia do programa "Urgente é a Poesia" surgiu não apenas com a vontade de dar relevo e relacionar as artes de forma funcional, mas também com a tentativa de dinamizar as livrarias dos centros históricos através da promoção da leitura e dos livros. O sensibilizar as pessoas em geral, e não só um público específico, é também um dos objetivos desta iniciativa do Clube de Criativos de Portugal. A poesia é, afinal, de todos e falta-nos no dia-a-dia.

Neste âmbito, e até dia 10 de maio, as montras de várias livrarias - tanto do Porto, como de Lisboa -, vão ser trabalhadas por designers e ateliers, para que se tornem mais apelativas e para que se valorizem os livros de poesia. A entrada é livre e aberta a todos, para que a cidade (no caso, o Porto) funcione como um organismo vivo e interaja com a comunidade.

Publicidade

Ou não nos tocasse ainda mais a voz de quem, verdadeiramente, entende o canto e o encanto das palavras ditas com sentimento! #Literatura