Depois de um ano de 1971 em grande, onde os Led Zeppelin dominaram, 1972 apresenta e confirma novos valores do rock e que seriam influentes na #Música pesada. Um dos grandes estilos emergentes foi o rock progressivo, que solidificou a sua presença. Por outro lado, o hard rock e o heavy metal também tiveram neste ano trabalhos bastante influentes. Um ano de alta qualidade cujas obras ainda hoje ecoam como influências na música pesada. Entremos então em 1972.

10 - Budgie - Squawk - Segundo álbum de uma das mais obscuras bandas de hard rock norte-americano. Embora o álbum seguinte seja aquele que teve grande impacto no culto à banda, temas como "Whiskey River" e "Young Is A World" já evidenciavam muitas das raízes da música pesada.

9 - David Bowie - The Rise And Fall Of Ziggy Stardust And The Spiders From Mars - Álbum conceptual, quinto na carreira de David Bowie, que é um dos mais influentes do glam rock, foi polémico pelo seu comentário social e pela reflexão crítica ao mundo da música. Um dos pontos altos da carreira de David Bowie e uma referência para o rock progressivo.

8 - Genesis - Foxtrot - Por falar em rock progressivo, uma das pérolas da carreira dos Genesis é este álbum, onde os pontos altos são "Wacher Of The Skies" e o épico de 22 minutos "Supper's Ready".

7 - Alice Cooper - School's Out - Alice Cooper, mestre do shock rock e um dos pais do hard rock, tem aqui um dos seus grandes sucessos, com o tema título a ser ainda hoje em dia indispensável nas actuações do mítico músico.

6 - Rolling Stones - Exile On Main Street - Álbum duplo de um dos grandes nomes a sobreviver aos anos sessenta. Mais longe do rock'n'roll que fez com que tivesse sido mal recebido nos primeiros anos, mas depois aclamado anos mais tarde. Um dos grandes da mítica carreira britânica.

5 - Yes - Close To The Edge - Um dos clássicos imortais dos Yes, composto apenas por três longos temas e que foi um dos grandes sucessos da banda, tendo chegado à terceira posição dos tops norte-americanos e à quarta dos tops britânicos.

4 - Jethro Tull - Thick As A Brick - Após a crítica ter considerado "Aqualung" como um álbum conceptual, para muito desagrado da banda, a vingança veio à boa maneira Monty Python. Como paródia aos álbuns conceptuais de bandas como Yes, os Jethro Tull fizeram uma só faixa dividida em duas partes, devido às limitações do vinil. Curiosamente, este quinto álbum tornou-se o primeiro do rock progressivo por parte dos Jethro Tull, uma orientação a ser seguida pela banda nos próximos tempos.

3 - Black Sabbath - Vol. 4 - A cada álbum que os Black Sabbath lançavam, eram mais umas fundações que ficavam estabelecidas para o heavy metal em geral e o doom metal em particular. "Wheels Of Confusion", "Supernaut", "Snowblind", "Cornucopia" e a balada "Changes" são dos grandes destaques deste quarto álbum.

2 - Deep Purple - Machine Head - O álbum maior dos Deep Purple - Um ano bastante rico no que às bases para a música pesada diz respeito, cujo destaque tem que ser dado ao álbum que contém uma das músicas mais reconhecíveis da música pesada: "Smoke On Water". No entanto, todas as restantes músicas são clássicas, num álbum que não tem fillers de qualquer espécie.

1 - Deep Purple - Made In Japan - Ainda maior que o álbum clássico que ficou na segunda posição, é o álbum gravado ao vivo no Japão e que mostra a banda na sua máxima força. Se há algum álbum ao vivo de rock que esteja no top dos melhores de todos os tempos, este é sem dúvida um deles, se não for mesmo um dos melhores de sempre. Obrigatório.