A música nacional não tem falta de talento, sobretudo no que diz respeito aos sons de peso. A provar exactamente isso, temos os Abovemen, uma jovem banda que nos surge de Rebordosa, no concelho de Paredes. Mesmo sendo uma jovem banda, com um single lançado (com um vídeo disponível para visualização no final da página) e a dar os seus primeiros passos, a sua dedicação e amor ao som que praticam são razão mais do que suficiente para uma pequena conversa com os Abovemen. Luís Moreira, o baterista da banda, foi o nosso interlocutor.

Os Abovemen são uma banda relativamente recente. Podem indicar-nos como surgiram e o porquê da designação Abovemen?

Começámos precisamente no dia 22 de Agosto de 2013, quando eu, o John (Shock, no baixo) e o Quim (Gonçalves, na guitarra) se reúnem com o objectivo de formar uma banda de heavy metal. Este é o núcleo duro da banda que se mantém até hoje, depois fomos tendo algumas alterações no alinhamento. Como vocalista, tivemos o Pedro Sousa, Emanuel Delgado e Edgar Gomes, até que acabámos por ficar com John Shock, que passou do baixo para a voz. No baixo tivemos o Hélder Ferreira, o João e o Mário e actualmente temos o Jimmy (Ferreira) na posição. Para a guitarra ritmo actualmente temos o Carlos, que substituiu o Pedro Silva. O nome surgiu como uma declaração de intenções. Abovemen traduzido quer dizer acima do homem e com isso tentamos transmitir a ideia de que a #Música é uma das grandes prioridades das nossas vidas. Foi uma ideia discutida em conjunto e acordada por todos os elementos da altura.

Sendo o vosso estilo de eleição o hard'n'heavy, quais são as vossas principais influências?

As nossas principais influências são o hard rock e o heavy metal old school de bandas como Judas Priest, Iron Maiden ou Whitesnake. Podemos dizer que não há nenhuma banda com a qual nos identifiquemos mais.Tentamos sempre ser o mais criativos possível juntando um pouco as influências de cada um para resultar numa sonoridade original e diferente.

Em termos de concertos, têm tido alguma actividade?

Actualmente não temos dado concertos, o último que demos foi no Tardo Bar (em Alpendurada) com os nossos amigos In Vein. Desde então estamos em fase de composição de músicas novas. Em Setembro vamos gravar o nosso segundo single intitulado de “Narrow Mind” na The Redbox Studios em Paços de Ferreira. Iremos lançar a música com um videoclip. Depois da música e do clip pronto vamos marcar algumas datas até ao final do ano.

Para quando um álbum de originais?

O nosso próximo passo será um EP de 4 músicas. Depois dos concertos previstos até ao final do ano voltamos a fazer uma pequena paragem para fazer a pré-produção e gravação do EP com o objectivo de o lançarmos durante o ano de 2016 com uma pequena digressão.

O que esperam atingir e últimas palavras.

O nosso objectivo actual é dar a conhecer a banda a nível nacional, daí querermos gravar o segundo single e marcar mais algumas datas de espectáculos, para quando entrarmos em estúdio e gravarmos o EP já termos algum nome e reconhecimento. Queremos agradecer a todos os nossos fãs e amigos por todo o apoio que têm dado desde o início de tudo e esperemos que o número de seguidores continue a aumentar como tem acontecido até hoje. Por último queríamos agradecer também à Blasting News pelo o apoio prestado e desejar muita sorte no projecto.