Dom Sebastião foi um dos reis mais novos de Portugal, assumindo o trono com apenas 14 anos de Idade. Também foi um dos reis mais novos a perder o trono, com apenas 24 anos. Mas, porquê foi rei tão novo? Porque se afirma que o rei não morreu? Que aconteceu a D. Sebastião? Onde se encontra o rei sepultado?

D. Sebastião nasceu em 1554, já o seu pai havia falecido, herdando o trono com apenas 3 anos, após a morte de seu avô, e assumindo o reinado com 14 anos de idade. No entanto, sempre teve uma enorme paixão pela guerra e pelo zelo religioso, levando a que em 1578 partisse para Alcácer Quibir para uma batalha, onde se diz que não terá sobrevivido, levando a que o seu cognome fosse "O Desejado" e, mais tarde, "O Encoberto" ou "O Adormecido".

Publicidade
Publicidade

No entanto, cada vez mais surgem provas que o rei não foi morto na batalha africana. Existem mesmo relatos de várias testemunhas que o viram sair vivo da batalha. Quem o vem afirmar e tornar público é a investigadora e autora Maria Luísa Martins da Cunha, no terceiro volume da sua obra "Grandes enigmas da #História de Portugal", que retrata vários enigmas e mistérios dos reis e não só.

Nesta obra, na qual nos baseámos para escrever este artigo, a autora afirma que a história da morte do monarca foi apenas uma "invenção por questões políticas" e "com o objectivo de destruir a imagem do rei".

Maria Luísa Martins da Cunha comprova na sua obra, através do testemunho de Sebastião Figueira, que o rei saiu vivo e que o mesmo o acompanhou, reconhecendo-o anos mais tarde em Veneza, apelidado de "Cavaleiro da Cruz" e "D.

Publicidade

Sebastião de Veneza". Também o historiador Faria de Sousa já anteriormente o tinha afirmado, após análise a documentos escritos por testemunhas da época após o desaparecimento do rei.

Outros indícios que levam a crer que o rei sobreviveu foi o facto de se ter encontrado, no século XIX, uma medalha com a inscrição "Sebastianus Primus Portugaliae Rex" num convento da Ordem de São Agostinho, em Limoges, num túmulo onde estava sepultado um rei com o mesmo nome.

Isto leva-nos então a acreditar que afinal o rei não morreu, mas sobreviveu e viveu escondido durante o resto de sua vida. #Curiosidades