Apesar de ser um marco na #História e de ser conhecida como uma mulher inteligente, esbelta e poderosa, Cleópatra não era bem o que nos contavam e guardava alguns mistérios que agora são expostos. Quem era Cleópatra? Que segredos guardava? O que é verdade e o que é mentira? Cleópatra, conhecida como "a rainha do Egipto", não foi o que muitos historiadores contaram nem era a mulher que está representada através de uma beleza ímpar. Afinal esta mulher de poder, tal como muitas outras personalidades históricas, também tinha os seus segredos e mistérios, que ficaram guardados durante mais de dois milénios. 

Estes dados podem ser lidos na obra "#Curiosidades Históricas", de Rogério Sidaoui e também através na obra de E.R.Bevan "The House of Ptomely", em que nos baseamos para as seguintes curiosidades.

Publicidade
Publicidade

A Rainha do Egipto nasceu no ano de 69 a.C e morreu no ano de 30 a.C, supostamente com a picada de uma cobra. No entanto, esta questão carece de certezas, sendo que o que se sabe é que Cleópatra se encerrou num sarcófago para morrer. Ao saber da morte da amada, Marco António acabou por terminar também com a sua vida. No entanto, muitos historiadores também afirmam que a rainha se havia suicidado com um punhal e após a morte de Marco António, o contrário do acima referido!

Outra questão colocada é mesmo a sua beleza. Sempre retratada como uma mulher de uma beleza única, existem relatos de historiadores franceses, pertencentes ao Museu do Louvre e ao Centro Nacional Francês de Investigação Científica, que mostram que afinal a rainha da sedução não era assim tão bela. Muito pelo contrário, pois existem escritos que mostram que ela nem era atraente.

Publicidade

Cleópatra era fascinada pela deusa egípcia Ísis, o que levou a que afirmasse várias vezes ser uma reencarnação da deusa, levando a um certo misticismo perante os seus servos e a que fosse tratada mesmo como uma deusa.

Relativamente aos fétiches sexuais de Cleópatra, também se afirma que existiam enormes orgias regadas com vinho, que apenas terminavam quando caíam extasiados. No entanto existem estudos que mostram que tudo isto não passa de um mito.

Outro segredo desta mulher histórica foi a paternidade de seu filho Ptolomeu XV. Apesar de César o ter reconhecido como filho, não o reconheceu como herdeiro, o que poderá mostrar que afinal este não era seu filho, mas sim filho de um dos muitos amantes de Cleópatra. Outra questão era mesmo a naturalidade de Cleópatra, que afinal não era egípcia mas sim grega.