Desprezados por uns, admirados por outros, os ciganos ao longo da sua #História  não deixam ninguém indiferente. Com costumes distintos de todos os outros, esta minoria foi alvo de forte discriminação. Várias nações tentaram expulsá-los, mas sem sucesso. O caso português teve um desfecho diferente, pois a tal se deveu a uma medida original. Conheça um pouco mais desta história. 

Os ciganos instalaram-se em Portugal no século XV. Gil Vicente inclusivamente falou deste povo numa das suas obras, intitulada "A Farsa das Ciganas". Esta minoria desde logo não foi bem aceite. 

Portugal foi o "primeiro país a recorrer à deportação para as colónias ultramarinas como método novo de expulsão", conta-nos Angus Fraser no seu livro "A História do Povo Cigano".

Publicidade
Publicidade

O autor acrescenta que esta deslocação destinava-se aos ciganos que tinham nascido em Portugal.

A necessidade de aumentar o número de habitantes nas colónias, e o fato dos colonos procurarem mulheres, terão sido 2 fatores importantes para a implementação desta medida. A decisão terá sido tomada no decreto de 1538, no reinado de D. João III. 

Na obra anteriormente referida, Angus Fraser revela que "Em 1574 temos o primeiro registo de um cigano português, mandado, com a mulher e os filhos, para o Brasil (...), foi também o primeiro cigano registado com um nome de tipo português, Johão de Torres". 

Desde então este convite forçado sofreu tendências: as mulheres ciganas eram habitualmente transferidas para África, já os homens iam para as galés. O Brasil começou a ser porto de abrigo a partir de 1686 (os ciganos mais irreverentes eram deslocados para o estado do Maranhão).

Publicidade

No século XVIII, mais concretamente em 1760, a comunidade cigana no Brasil já tinha atingido números relevantes. O governador geral manifestou nesse ano desagrado pelo comportamento daquele povo. Face a esta situação, O rei D. José aplicou leis mais rígidas.

No entanto, apesar de todos estes planos, a comunidade cigana não desapareceu totalmente de Portugal, resistindo assim até aos dias de hoje.   #Curiosidades