A editora dos Cynic, Season Of Mist, lançou um comunicado de imprensa no dia de hoje, 18 de Setembro, dando indicação de que a banda norte-americana de rock progressivo vai continuar em frente, apesar dos mais recentes rumores. Como tal anunciou que os restantes membros dos Cynic vão ser cabeças de cartaz do festival Euroblast na Alemanha, a decorrer no dia 3 de Outubro, tal como estava anunciado previamente. Os rumores tiveram origem quando Sean Reinert anunciou no passado dia 10 de Setembro que a banda tinha outra vez acabado devido a diferenças pessoais e artísticas. Esse anúncio fez com que todas as datas que estavam agendadas tivessem ficado sem efeito.

Publicidade
Publicidade

A banda agradeceu através do mesmo comunicado de imprensa aos fãs leais, promotores, agentes e outros que, graças à sua dedicação pela banda, conseguiram com que o concerto do festival Euroblast fosse possível de se realizar. Ainda comunicaram que o alinhamento da banda para o festival será de Paul Masvidal, na guitarra e voz, Sean Malone no baixo e Matt Lynch na bateria, tomando o lugar de Sean Reinert, o baterista original. Lynch também está na banda de jazz de fusão Trioscapes e será um substituto à altura da herança de Reinert, embora não tenha sido anunciada a substituição permanente.

O comunicado de imprensa também refere que, para os fãs e órgãos de comunicação social se manterem a par das novidades da banda, as fontes oficiais para as mesmas são a conta de Twitter e a sua página de Internet, ambas intituladas Cyniconline.

Publicidade

A banda ainda se encontra a promover o seu último álbum, que já data de 2014, “Kindly Bent To Free Us”, que está disponível para compra na loja virtual da Season Of Mist e encontra-se em stream por inteiro na página do Bandcamp da banda, também tendo como designação Cyniconline.

Relembramos que a banda foi uma das primeiras a atravessar os territórios do death metal junto com o jazz e com rock progressivo, a par de bandas como Death e Atheist. As ligações a estas bandas também são estreitas já que Paul Masvidal e Sean Reinert fizeram parte do alinhamento do quarto álbum dos Death, o clássico “Human”, editado em 1991.

Por outro lado, o baixista de Atheist, Tony Choi, também fez parte da formação dos Cynic na fase anterior ao lançamento do seu primeiro trabalho, “Focus”, lançado em 1993. “Focus” é um marco do metal extremo e, embora não tenha sido propriamente compreendido na altura, acabou por tornar-se um trabalho de culto da banda e de todo um género. O regresso acabaria por se dar em 2007, com o segundo trabalho “Traced In Air”, a ser lançado no ano seguinte, que continuava onde “Focus” tinha parado.

A evolução da banda continuou com os dois EPs lançados em 2010 e 2011 (“Re-Traced” e “Carbon-Based Anatomy” respectivamente), mas foi com o já mencionado “Kindly Bent To Free Us” que a banda expandiu ainda mais os seus horizontes, afastando-se das raízes metal por completo e mergulhando por territórios mais progressivos e jazz. #Música