Montanha, a primeira longa-metragem do português João Salaviza foi exibida este domingo, dia 6, em antestreia mundial, no Festival de #Cinema de Veneza. Inserido na secção autónoma 'Semana da Crítica', o filme competirá com outras seis películas dos diretores Senem Tuzen, Adriano Valerio, Esther May Campbell, Min Bahadur Bham, Green Zeng e Martin Butler. A organização classificou-o como sendo “uma jóia fascinante e poética, na linha da tradição do mais bem-sucedido cinema português contemporâneo”. Centrado em Lisboa, o filme, que estreará nas salas portuguesas a 12 de novembro, narra a história de um adolescente, interpretado por David Mourato.

Publicidade
Publicidade

Acerca desta sua obra, o jovem cineasta disse, em entrevista ao jornal Público, que " esta ideia de filmar no último andar de um prédio, de haver cenas em passagens aéreas, em espaços suspensos, tentei que isso se articulasse com esta ideia de dias nebulosos e muito densos, em que o miúdo parece estar pouco lúcido. É uma sensação que recordo da adolescência, dias muito intensos em que o tempo se torna pouco linear. Essa sensação que o filme propõe tem que ver com ideias de cinema, mas fundamentalmente com ideias da adolescência, com coisas que identifiquei na minha adolescência e que procurei transformar em cinema."

Vencedor de prémios internacionais pelas suas curtas-metragens, como o Palma de Ouro por Arena em 2009 ou o Urso de ouro por Rafa em 2012, Salaviza afirma ainda que isso não fez com que sentisse pressão devido à grande expectativa criada à volta desta produção.

Publicidade

Segundo ele, "uma pessoa faz os #Filmes que consegue fazer. Não conseguiria fazer o filme de outra forma. O que sei e o que me interessa está no filme. Portanto, a dificuldade é principalmente comigo próprio. Essa coisa de fazer os filmes para as pessoas... não tenho vergonha de dizer que o impulso para fazer o filme, numa fase inicial, é profundamente egoísta".

Nesta 72.ª edição do Festival de Cinema de Veneza, que teve início a dia 2 e que termina a dia 12 de setembro, estão a concurso para o galardão principal nomes como Charlie Kaufman, Tom Hopper, Marco Bellocchio, Cary Fukunga e Amos Gitai que serão avaliados pelo júri presidido este ano por Alfonso Cuarón. #Festivais