Os Temple of Baal anunciaram em press release uma parceria com o site Metal Injection. Esta parceria visa colocar em stream exclusivo no site a nova #Música que tem o título “Hosanna”. A faixa foi retirada do novo álbum, “Mysterium”, que será já o quinto trabalho de originais da carreira da banda. A data apontada para o seu lançamento será 2 de Outubro, sendo a edição a cargo da editora polaca Agonia Records.

Numa carreira que já conta com mais de quinze anos, com quatro álbuns de originais, cinco splits, duas demos e um álbum ao vivo, os Temple Of Baal já evoluíram bastante, começando numa mistura de black e thrash metal bastante primitivo até uma entidade que é dona de um death/black metal de proporções épicas.

Publicidade
Publicidade

O álbum anterior, “Verses Of Fire”, lançado em 2013, foi aclamado tanto pela crítica como pelos fãs por todo o mundo como um marco na carreira da banda, permitindo que tocassem em festivais conceituados como Hellfest, Summer Breeze e Kings Of Black Metal. Embora não tenha tido uma digressão propriamente dita, a banda tocou uma selecção de concertos em França, Finlândia, Alemanha, Suiça e Áustria, onde partilharam o palco com bandas como Watain e Antaeus.

Como o título do álbum indica, “Mysterium” debruça-se sobre os temas da espiritualidade e religião. Segundo declarações de Amduscias, o líder da banda, no press release da editora, estes são mesmo os tópicos-chave do álbum, desde o tema de abertura “Lord Of Knowledge And Death” até ao último, “All in Your Name”. Uma colecção de temas de meditações e orações sobre os mistérios da fé.

Publicidade

Musicalmente, as raízes black metal dos Temple Of Baal estão de volta, permitindo que a atmosfera se desenvolva em músicas épicas, a maior parte delas com uma duração de 8 ou 9 minutos. O álbum é bastante dinâmico, com partes mais lentas, ritualistas até, blastbeats furiosos e riffs thrash, sem esquecer os surpreendentes coros melódicos presentes em temas como “Magna Gloria Tua” e “Hosanna”. Amduscias afirma ainda no press release que nunca gostou de álbuns monótonos e uniformes e que gosta que a música o leve de um ponto para outro. Conclui dizendo que mesmo que a sua visão daquilo que os Temple Of Baal devem ser seja bastante rígida, a estagnação não é algo que aprecie.

A gravação de “Mysterium” teve lugar nos estúdios Hybreed com o engenheiro de som Andrew Guillotin (que além de trabalhar com a banda há já bastante tempo, ainda colaborou com bandas como Glorior Belli e Mourning Dawn), que capturou o som clássico da banda, conseguindo elevá-lo ainda mais com uma produção quente e orgânica. A versão em vinil ainda conta com a faixa bónus “The Golden Walls Of Heaven”, uma versão dos Bathory, a segunda que os Temple Of Baal gravam na sua carreira. De referir ainda que capa e o trabalho gráfico ficaram a cabo de David Fitt, que já trabalhou com bandas como Aosoth, Secrets Of The Moon e Svart Crown e Maria Yakhnenko.