Será já na noite do próximo sábado, 31 de Outubro, que os GNR se apresentam ao vivo no Coliseu dos Recreios em Lisboa. Este será o regresso da banda portuense ao palco do Coliseu dos Recreios, tal como tinha já acontecido no passado fim-de-semana no Coliseu do Porto. Estes #Concertos fazem parte da digressão que a banda se encontra a realizar em diversas salas do nosso país. Os bilhetes têm diversos preços, desde os 10€ até aos 27,50€, consoante o lugar escolhido.

A digressão tem como base a apresentação do último álbum lançado pela banda em 2015, com o nome "Caixa Negra", que tem sido muito aclamado e conseguido uma óptima receptividade por parte da crítica musical do nosso país.

Publicidade
Publicidade

O primeiro single de apresentação do álbum tem o nome de "Cadeira Eléctrica" e já passa há alguns meses nas rádios nacionais. Este álbum tem também a particularidade de ser o primeiro lançado fora das habituais editoras discográficas, tendo sido editado pela editora recentemente formada pela banda, de nome Indiefada.

Nesta digressão, os temas do recente álbum têm sido intercalados com temas mais antigos, alguns deles nem sempre tocados em espectáculos ao vivo mas que fazem parte do vasto repertório da banda portuense, que conta já com 34 anos de carreira. Rui Reininho apresentou a digressão como uma grande aposta no espectáculo de grande dimensão, afirmando que "tem lá coisas que não revela a ninguém mas que não lembra ao diabo também".

Os GNR fazem parte das grandes bandas pop nacionais há vários anos, principalmente porque Rui Reininho, Jorge Romão e Tóli César Machado dão #Música aos portugueses há mais de 30 anos.

Publicidade

Sempre com uma melodia inconfundível e letras bem curiosas, as músicas dos GNR fazem parte da história e do universo da música pop/ rock portuguesa. Neste novo álbum, juntam à sua melodia habitual, uma evolução actualizada do seu som.

Nesta digressão pelos palcos nacionais, juntam-se aos três membros dos GNR, como convidados, o baterista Samuel Palitos, o teclista Paulo Borges e Andy Torrence nas guitarras, este último já uma habitual presença em palco com a banda.