A clássica editora independente de #Música pesada norte-americana Metal Blade anunciou através de um comunicado de imprensa que vai reeditar os lançamentos dos Slayer que fazem parte do seu catálogo. Os trabalhos em questão dos Slayer, uma das mais icónicas bandas de thrash metal, são “Show No Mercy”, “Live Undead”, “Haunting The Chapel” e “Hell Awaits” e todos serão reeditados em vinil, com o artwork original e extras. Esta reedição vai fazer parte da nova série intitulada “Metal Blade Originals” que vai disponibilizar em vinil lançamentos clássicos do catálogo da editora. A data prevista do lançamento está apontada para 15 de Janeiro do próximo ano, embora já seja possível fazer a pré-compra através do conhecido site EMP e da loja do Ebay.

Publicidade
Publicidade

Será então um brinde para todos os coleccionadores e amantes do vinil a possibilidade de poderem acrescentar à sua audioteca estas quatro peças clássicas do heavy/thrash metal de uma banda que ainda recentemente voltou às lides com um excelente trabalho. Vamos então passar a revista pelos quatro álbuns e verificar de perto a sua importância no contexto da cena da música pesada.

“Show No Mercy” – Lançado originalmente em 1983, esta estreia discográfica, ainda que longe de todo o potencial da banda que seria evidenciado no futuro, já lançava grande parte das bases do seu som. Totalmente financiado pela banda e gravado em apenas oito horas para reduzir os custos de estúdio, é um álbum cru mas que contém muitos dos clássicos que a banda ainda interpreta hoje em dia em cima do palco, como “The Antichrist”, “Die By The Sword” e “Black Magic”.

Publicidade

“Haunting The Chapel” – Pouco mais de meio ano depois, é lançado este EP de três temas, que aprofundava a veia mais pesada e obscura da banda. Dois desses temas tornaram-se clássicos inegáveis da banda, sendo eles “Captor Of Sin” e “Chemical Warfare”, que se tornou num tema praticamente omnipresente nas setlists da banda desde então.

“Live Undead” – Oficialmente visto como um trabalho registado ao vivo, na verdade foi gravado em estúdio com alguns fãs presentes. Ainda assim é um lançamento clássico por apresentar novas versões para temas que já eram clássicos da banda, tais como os já mencionados “Black Magic”, “Die By The Sword”, “Captor Of Sin”, “The Antichrist” e ainda juntando a “Aggressive Perfector”, a música originalmente lançada no terceiro volume da compilação da Metal Blade, “Metal Massacre”, que também tinha revelado os Metallica ao mundo.

“Hell Awaits” – O álbum que colheu todos os frutos semeados anteriormente. Com um orçamento mais alargado, a banda conseguiu contratar um produtor e ainda aprofundou mais os temas obscuros, como o próprio título indica, e musicalmente é o álbum mais complexo e mais progressivo da sua carreira.

Publicidade

Esta combinação de factores e as suas performances ao vivo fizeram com que atingissem níveis de sucesso e popularidade inéditos na sua carreira. Também permitiu que fossem abordados no ano seguinte pela Def Jam Records e pelo produtor Rick Rubin, iniciando uma colaboração que iria durar por mais de duas décadas.