Menos de um mês depois dos atentados em Paris, que tiraram a vida a 130 pessoas, a #Música voltou a unir milhares. A banda irlandesa U2 atuou nas noites de domingo e segunda-feira no AccordHotels Arena e trouxe entre os convidados a banda Eagles Of Death Metal. Esta foi uma homenagem emotiva a todas as vítimas dos ataques. Bono Vox apresentou ainda o último tema da banda, Streets of Surrender, que retrata alguns dos acontecimentos mais marcantes deste ano.

No dia seguinte aos atentados em França a banda U2 iria atuar mais ou menos a cinco quilómetros do Bataclan. O concerto acabou por ser cancelado, mas Bono prometeu, na altura, voltar em breve, e assim foi.

Publicidade
Publicidade

Esta semana, nos dias 6 e 7 de Dezembro, a banda subiu ao palco para prestar uma homenagem às 130 vítimas do ataque a França. Assim, e menos de um mês depois do massacre, a banda regressou a França para dois concertos na capital. Na noite de domingo Bono convidou a subir ao palco a cantora Patti Smith. O momento alto desta primeira noite foi quando a cantora interpretou dois grandes temas, nomeadamente Gloria e People have the Power; simultaneamente iam passando nos ecrãs gigantes os nomes das vítimas dos ataques.

Porém, foi no concerto de segunda-feira que aconteceu o momento mais esperado. Até então era só uma especulação, mas a banda Eagles Of Death Metal juntou-se mesmo aos U2 em cima do palco. Bono afirmou durante a sua apresentação que “roubaram-lhes o seu palco há três semanas e nós gostaríamos de oferecer-lhes o nosso esta noite”, conforme escreve o Jornal de Notícias.

Publicidade

Já o vocalista dos Eagles of Death Metal, Jesse Hughes, agradeceu a oportunidade à banda irlandesa e assegurou amar a França. Recorde-se que esta banda já garantiu publicamente querer ser a primeira a atuar no Bataclan depois da sua abertura, algo que deve acontecer lá para o fim do ano de 2016

Apesar do espetáculo ter sido curto, houve ainda tempo para conhecer a nova música dos U2, escrita por Bono, Streets of Surrender, mais conhecida como SOS, numa homenagem emotiva a todas as 130 pessoas que morreram nos ataques à capital francesa. A música fala ainda da crise dos refugiados. Aqui os irlandeses lembraram o menino de 3 anos, Aylan Kurdi, que foi encontrado morto numa praia quando tentava chegar à Europa. #Terrorismo