Kevin Foley, o baterista francês que tem tocado com os Abbath no último ano, anunciou a sua saída do grupo através de uma declaração no seu facebook pessoal no passado dia 10 de Dezembro. Para quem não sabe, era o baterista francês que estava por trás da misteriosa entidade chamada de Creature, que surgia mascarado em todas as fotos promocionais da banda. O músico aponta como razões para a sua saída questões de ordem pessoal. Realça, no entanto, a honra que sentiu e como foi uma experiência positiva para si todos os espectáculos que deu com os Abbath e as gravações do álbum de estreia que ocorreram na Suécia, tendo como produtor Daniel Bergstrand.

Publicidade
Publicidade

Na sua declaração, o baterista não deixa de referir que está orgulhoso e feliz com o resultado final das gravações, principalmente com a sua prestação, não deixando também de referir que as músicas como um todo e a própria produção foram bastante do seu agrado. Não deixa de agradecer a todos os que estiveram envolvidos no projecto. No que diz respeito a planos futuros, adianta que vai estar em digressão pela última vez com os Benighted em Janeiro e Fevereiro, a fazer as aberturas dos concertos dos The Black Dahlia Murder através da Europa. Ainda refere que esta é a melhor forma de encerrar este capítulo da sua vida, estar na estrada com os seus melhores amigos. Termina a dizer que posteriormente a estes compromissos, chegará a altura de procurar por novos projectos e fazer o seu melhor para continuar a viver da #Música.

Publicidade

O álbum de estreia dos Abbath está previsto ser lançado no início do próximo ano, no dia 22 de Janeiro, pela Season Of Mist

Entretanto, os restantes membros dos Immortal também recentemente vieram a público através de um comunicado de imprensa contar a sua versão da história acerca da saída de Abbath da banda. Horgh e Demonaz apenas tiveram que aguardar o encerramento do processo em tribunal colocado por Abbath sobre os direitos sobre a marca Immortal e daí o seu silêncio perante todas as acusações do seu ex-companheiro. Segundo a dupla resistente nos Immortal, foi Abbath quem falhava constantemente aos ensaios e afirmou que precisava de ir para uma clínica de reabilitação. Em vez disso, tentou mover em segredo um processo de tribunal para adquirir os direitos sobre a marca Immortal.

A decisão do tribunal foi conhecida em Novembro e foi favorável a Horgh e Demonaz. Uma das razões para esta decisão foi de reconhecer Abbath como co-compositor da música dos Immortal, e não como escritor nem das letras nem dos álbuns da banda e que a música é o resultado de um esforço de grupo. Os Immortal vão gravar e lançar o novo álbum de originais em 2016, que terá lançamento pela Nuclear Blast.