Foi dado a conhecer ontem, dia 7 de Dezembro, através de um comunicado de imprensa, que os Destroyer Of All já asseguraram um contrato para o lançamento do seu álbum de estreia. A banda de Coimbra chegou a acordo com a nova editora, também coimbrense, Mosher Records. Também já foi revelada a data de lançamento do álbum “Bleak Fragments”; está apontado para ser lançado a 18 de Março de 2016.

“Bleak Fragments” surge no seguimento do EP lançado em 2013, “Into The Fire”. Com os trabalhos de gravação a terem ocorrido nos Golden Jack Studios, também em Coimbra, e com produção por parte de João Dourado (baterista dos Terror Empire) o álbum de estreia dos Destroyers Of All promete surpreender tudo e todos.

Publicidade
Publicidade

Elevando a um nível superior todos os elementos apresentados no já mencionado EP, “Bleak Fragments” promete ser bastante diverso, apostando tanto no peso e na violência do seu death/thrash metal, como também nas dinâmicas alimentadas pela inclusão de elementos de outros géneros musicais mais inesperados. A participação do produtor João Dourado, segundo a banda, foi uma peça fulcral no resultado final. Em declarações no comunicado de imprensa, a banda afirma que o produtor conhece os Destroyers Of All como ninguém, o seu som e o que pretendem, pelo que esse factor tornou todo o processo mais fácil.

Em relação ao conceito do álbum, o vocalista João Mateus afirmou que a grande base em que assenta o que está por trás do conceito do trabalho é o mundo real. É essa a grande inspiração da banda, no entanto, cada #Música tem a sua própria história, não sendo delimitada por um suposto conceito global ao trabalho.

Publicidade

Mesmo não havendo uma ligação entre todos os temas directamente, existe uma ligação entre eles que faz com que todos façam perfeitamente sentido em conjunto.

Para o trabalho de arte, que é possível apreciar na galeria de fotos deste artigo, a banda recorreu aos préstimos e talento do artista indonésio Silencer8, conhecido pelo seu trabalho com os Kylesa, Caliban, Suicide Silence e As I Lay Dying. Sobre o resultado final, a banda afirma que foi fantástico ver que o entusiasmo da banda era partilhado pelo próprio artista; ambos estavam ansiosos pela colaboração. O processo consistiu na banda passar os temas nos quais a sua música assenta e algumas músicas ainda em pré-produção para que o artista se pudesse inspirar. A avaliar pelo resultado final, tratou-se de um processo vencedor.

Para o novo ano e na promoção do álbum, os Destroyers Of All apontam apostar forte nos concertos, inclusive finalmente saírem do país para actuações no estrangeiro. “Bleak Fragments” terá distribuição mundial e também estará disponível nos formatos digitais nas habituais lojas on-line, assim como em plataformas de streaming.

Publicidade

No que diz respeito às pré-encomendas, as mesmas estarão disponíveis brevemente através da loja da Mosher.

O alinhamento para o novo álbum será o seguinte:

  • 1 - From Ashes Reborn
  • 2 - Hollow Words
  • 3 Hate Through Violence
  • 4 Bleak Fragments
  • 5 Death Healer
  • 6 Unexistence
  • 7 The Pain That Feeds
  • 8 Speed Of Mind
  • 9 Tormento
  • 10 Day Of Reckoning