Uma das figuras mais emblemáticas de sempre da #Música pesada, Ian Fraser “Lemmy” Kilmister, faleceu esta segunda-feira, dia 28 de Dezembro. A notícia oficial foi dada através do site da sua banda, os Motörhead, numa curta declaração. Segundo a mesma, o carismático baixista e vocalista foi vítima de um tipo de cancro extremamente agressivo. Também foi dito que Lemmy só tinha descoberto a doença no passado dia 26 de Dezembro. O músico tinha completado recentemente setenta anos de idade.

Os primeiros a dar conta da notícia foram Eddie Trunk, conhecido locutor e apresentador de programas de televisão (dos programas "Eddie Trunk Rocks" e "That Metal Show") e Ozzy Osbourne que colocaram os seguintes posts nas suas contas de twitter:

Eddie pediu que fossem dados os devidos respeitos a um ícone do rock enquanto Ozzy afirmou que perdeu um dos seus melhores amigos, um guerreiro e uma lenda.

Publicidade
Publicidade

Os problemas de saúde de Lemmy não se limitavam ao cancro que o vitimou. Nos últimos anos, muitas das suas limitações físicas levaram a que vários espectáculos dos Motörhead tenham sido cancelados. O mítico frontman chegou a levar um desfibrilador implantado de forma a corrigir o seu batimento cardíaco irregular em 2013, mas apesar dos seus problemas de saúde, nunca desistiu ou baixou braços, tendo inclusive gravado um álbum com os Motörhead, "Bad Magic", ainda este ano. Lemmy sempre referiu que só iria parar quando a morte o viesse buscar, que desde que conseguisse andar de trás para a frente no palco sem ajuda de uma bengala estaria activo. Ou até mesmo com uma bengala. A sua luta terminou ontem, aos setenta anos de idade.

Lemmy Kilmister, a alma dos Motörhead, formou a banda em 1975, depois de ter sido despedido dos Hawkwind, conhecida banda de space rock psicadélico que visitou o nosso país na primeira edição do festival Reverence Valada.

Publicidade

Desde então, tornou-se um ícone e uma referência para a música pesada, principalmente para músicos de heavy metal - bandas como Sodom, Metallica e Anthrax referem a música dos Motörhead como uma das suas grandes influências musicais.

O excessos lendários com as bebidas alcoólicas e drogas abriram caminho para todos os problemas de saúde do músico que mesmo assim resistiu até aos setenta anos de idade. Sem dúvida, mais uma grande perda da música pesada, depois de Ronnie James Dio, Pete Steele dos Type O'Negative e Jeff Hanneman dos Slayer, três figuras também emblemáticas que desapareceram nos últimos anos.

Lemmy Kilmister R.I.P. - 1945 - 2015