Os Mourning Beloveth são uma das bandas irlandesas mais clássicas, ao lado de nomes como Cruachan e Primordial (que nos visitam no próximo mês de Fevereiro para o festival Under The Doom). A sua proposta de doom metal sempre encontrou uma boa recepção entre fãs e críticos e “Rust & Bone”, o sexto álbum de originais da banda, não deverá ser excepção. O álbum foi lançado oficialmente no dia 22 de Janeiro e estará disponível através da editora independente alemã Ván Records. Através de um comunicado de imprensa, a editora dá conta das reacções e expectativas da banda, divulgando também um vídeo promocional para o tema “Godether”, vídeo esse que partilhamos no final deste artigo.

Publicidade
Publicidade

A banda afirma no referido comunicado que, após ter vivido durante alguns meses com “Rust & Bone”, ver o trabalho finalmente disponível é fantástico. Acrescenta que as reacções dos fãs ao novo material, testado quando tiveram em digressão no passado Dezembro, foram fenomenais. Afirmam ainda que sempre que ultrapassam as fronteiras do convencional, há sempre um sentido de aventura e uma energia ansiosa que, com o lançamento do álbum, não são vistos como uma culminação e sim como um começo. Os Mourning Beloveth não se esquecem de todos os que apoiaram e apoiam nesta nova fase da sua carreira, deixando um agradecimento especial para a Ván Records e Sven, o fundador da editora, bem como aos fãs que os apoiaram e vão apoiar ao comprar “Rust & Bone”. Terminam afirmando que a banda está de volta à sala de ensaios, concentrada em preparar um alinhamento para os próximos concertos.

Publicidade

Como foi afirmado pela própria banda, “Rust & Bone” marca um novo capítulo na história dos Mourning Beloveth. O conceito do trabalho representa a transição que nos é possível observar em tudo o que nos rodeia. A vida e a decadência, a luta entre o orgânico e o industrial, entre os elementos e o que é feito pelo homem. A sua composição demorou cerca de nove meses e foi gravada em apenas seis dias nos Estúdios Skyhammer. O resultado são cinco faixas de #Música, embora o álbum seja pensado para ser ouvido com uma única e contínua faixa. A banda puxou-se a si própria para além dos seus limites de diversas maneiras, nomeadamente pela utilização de uma guitarra acústica de fabrico artesanal que marca a sua presença em todo o trabalho, principalmente na última faixa, a bela “A Terrible Beauty Is Born”. Em termos líricos, os Mourning Beloveth usaram tanto poemas da sua autoria como outros de autores clássicos, como Yeats e Beckett.

Com "Rust & Bone", os Mourning Beloveth criaram algo que podem chamar orgulhosamente de música irlandesa, que representa as suas raízes, retiradas do âmago da terra e forjadas nas estrelas dos seus ideais.

Publicidade

É um álbum que não pode ser catalogado como doom ou death mas simplesmente como Mourning Beloveth, um estado que poucos alcançam, onde chegam para além do género onde se inserem. Com 23 anos de história, a banda chega ao sexto álbum, que já reuniu consenso crítico como sendo um dos seus melhores trabalhos de sempre.

“Rust & Bone” está disponível pela webstore da Ván Records.