O ano de 1977 ficou para sempre associado na história pela explosão de um novo movimento musical e também social: o punk rock. As bandas tradicionais que surgiram no início da década eram vistas agora como ultrapassadas, mas isso não impediu que lançassem os seus melhores trabalhos. Podemos considerar 1978 como o ano da resposta rock, embora o punk também tenha lançado muitos álbuns com valor criativo. Vamos mergulhar em mais um ano cheio de rock, hard rock e heavy metal.

10 – Dire Straits“Dire Straits” – O primeiro álbum auto-intitulado da famosa banda de Mark Knopfler é um dos grandes álbuns de estreia de sempre, mostrando em cru a mistura vencedora da banda que junta rock, folk britânico e norte-americano. “Sultans Of Swing” foi o primeiro grande sucesso e tem um grande solo de guitarra.

Publicidade
Publicidade

9 – Rolling Stones“Some Girls” – Os Stones foram uma das bandas que sentiram o declínio na segunda metade da década de setenta e “Some Girls” foi o melhor álbum da banda em muito tempo. “Miss You”, “Respectable” e “Beast Of Burden” são clássicos intemporais.

8 – Van Halen“Van Halen” - Estreia de uma das grandes bandas de hard rock norte-americanas de todos os tempos e que apresentou um dos grandes guitarristas de sempre: Eddie Van Halen. Um álbum que ainda hoje soa actual.

7 – AC/DC“Powerage” - Os AC/DC já tinham saído da Austrália e já começavam a conquistar o mundo. “Sin City”, “Rock’n’Roll Damnation” e “Kicked In The Teeth” são apenas alguns exemplos da classe que contém.

6 - Judas Priest“Killing Machine / Hell Bent For Leather” - Judas Priest já é por esta altura uma força maior do heavy metal e este álbum tem uma série de clássicos.

Publicidade

Foi lançado com o título “Killing Machine” no Reino Unido e com o título “Hell Bent For Leather” nos EUA no ano seguinte. Destaca-se “Delivering The Goods”, “Hell Bent For Leather” e a cover de Fleetwood Mac, “The Green Manalishi (With The Two-Pronged Crown)”.

5 - Judas Priest“Stained Class” – Dois álbuns num ano e ambos de excelente qualidade só provam o bom momento criativo que a banda atravessava. “Exciter” e a power ballad “Beyond The Realms Of Death” são dois temas obrigatórios. Infelizmente também foi conhecido devido ao processo de tribunal contra a banda movido pelos pais de dois adolescentes que fizeram um pacto de suicídio supostamente após ouvirem a versão que a banda registou neste álbum da #Música “Better By You, Better Than Me”, original dos Spooky Tooth.

4 - Rainbow “Long Live Rock'N'Roll” - O último álbum com Ronnie James Dio na voz é um clássico do hard’n’heavy com o tema título, “Gates Of Babylon” e “Kill The King” a serem temas obrigatórios de conhecer.

3 – Rush“Hemispheres” – Embora não tenha sido tão bem-sucedido comercialmente como o anterior “A Farewell To Kings”, a classe do power trio canadiano continua em alta.

Publicidade

O épico "Cygnus X-1 Book II: Hemispheres", a conclusão do tema "Cygnus X-1 Book I: The Voyage"  do anterior álbum, é uma obra-prima do rock progressivo.

 2 - Thin Lizzy “Live And Dangerous” – Um dos grandes álbuns ao vivo de sempre de uma das maiores (se não a maior) bandas irlandesas de hard rock de sempre. Nem o facto de correr o mito de que foram usados muito overdubs lhe retira a qualidade. Verdadeira história.

1 - AC/DC – “If You Want Blood, You've Got It” – O primeiro álbum ao vivo da banda australiana que os mostra como uma das bandas mais energéticas que o hard rock alguma vez teve. É também considerado um dos melhores álbuns ao vivo da música pesada, que ainda hoje em dia tem um poder difícil de igualar.