O Coro de Pequeno Cantores de Esposende tem vindo apostar no talento de compositores portugueses. Depois de Osvaldo Fernandes, Paulo Basto e Sérgio Azevedo, é a vez de António Pinho Vargas servir este leque de pequenos cantores com o seu talento.

O mote para esta parceria é a obra "Stabat Mater", encomendada especialmente ao compositor, que terá a sua estreia absoluta no dia 19 de Março, integrada na programação cultural da Semana Santa de Esposende. António Pinho Vargas, compositor e músico, doutorado em Sociologia da Cultura pela Universidade de Coimbra, já manifestou o seu entusiasmo com a parceria com o coral de Esposende, entusiasmo comum a todos os professores, directores e coralistas da escola de #Música da cidade minhota.

Publicidade
Publicidade

O compositor, através da sua página oficial no Facebook, declarou que: “A propósito da estreia do Stabat Mater em Março, (…) gostaria de acrescentar um sublinhado importante: dada a minha presente condição de compositor que "tem sido tocado quase só em Lisboa" nos últimos anos, esta estreia em Esposende pelo Coro de Pequenos Cantores de Esposende demonstra que esse facto me transcende, me ultrapassa. Irei (ou iria) a qualquer ponto do país desde que me proponham, desde que me convidem, com o mesmo prazer com que irei a Esposende. O projecto do CPCE merece o meu elogio, não apenas porque me encomendaram esta obra - seria um dislate da minha parte - mas por tudo que têm feito nestes anos, estreias e gravações de obras de compositores portugueses (Paulo Bastos, Sérgio Azevedo, Osvaldo Fernandes, Fernando Lapa e outros) tal como fazem música de Palestrina, projecto bem integrado na comunidade e ao seu serviço, de forma exemplar.

Publicidade

Dito isto, como devem calcular, não posso fazer-me convidado à força noutros locais. Faz parte das regras e tenho de as aceitar. Tudo o resto se resolve a conversar”, manifestando deste modo a sua satisfação por ter uma obra a estrear fora de Lisboa, o que na sua óptica é positivo.

O entusiasmo da estreia também se estende também a Helena Venda Lima, maestrina deste coral infanto-juvenil, que em declarações ao jornal online Xpress Music deu as coordenadas e o alinhamento do concerto do dia 19 de Março: “(…) O concerto começa com três motetes da renascença: Recordare Domino de Elzéar Genet, Adoramus Te Christe de Orlando Lassus e O Vos Omnes de G. Asola. Damos um salto temporal até ao período clássico com uma, muito feliz, adaptação da obra Miserere de W.A. Mozart e prosseguimos para mais dois motetes a capella, O Bone Jesu de A. Bruckner e Adoramus Te de J. Brahms. Esta primeira parte como que prepara a segunda, onde estreamos um motete de Paulo Bastos, Ave Verum e o momento auge do concerto, a estreia de Stabat Mater de António Pinto Vargas." (…)

A última apresentação do Coro de Pequenos Cantores de Esposende decorreu no passado dia 31 de Março no Auditório Municipal. Veja aqui parte do concerto em vídeo:

#Curiosidades