Foi com extremo orgulho que a Relapse Records anunciou através de um comunicado de imprensa o regresso dos Incantation. A banda tinha assinado com a influente editora no início da década de noventa e lançou alguns dos mais influentes álbuns do metal extremo de todos tempo, onde não se pode deixar de incluir “Onward To Golgotha”, o seu primeiro. Os caminhos dos Incantation e da Relapse Records voltam a encontrar-se no lançamento do décimo álbum de estúdio do grupo. Esse trabalho, ainda sem título, está a ser gravado pela banda nos seus próprios estúdios (Incantation Studios) e vai contar com a mistura e masterização de Dan Swano (músico multi-instrumentista e produtor de bandas como Edge Of Sanity, Bloodbath, Asphyx e Dark Funeral), havendo a expectativa de acabarem os trabalhos em Fevereiro com uma data prevista para o lançamento no Verão.

Publicidade
Publicidade

Com uma carreira de mais de 25 anos, os Incantation continuam a ser uma das grandes forças do death metal norte-americano, tendo conseguido manter uma carreira regular, quer em termos da frequência de lançamentos quer a nível da qualidade dos mesmos, algo que se prevê que não seja alterado com o próximo lançamento de estúdio. Entretanto, na página Bandcamp da banda está disponível para ouvir em streaming toda a discografia da banda.

Após concluídos os trabalhos de registo do álbum, os Incantation vão partir de malas feitas para a Europa, onde vão andar em digressão com os Morgoth, Darkrise e os Omophagia. Também foram confirmados para tocar no conceituado festival de #Música extrema da República Checa, o Obscene Extreme Festival, deixando espaço para serem anunciadas mais datas de concertos e festivais em breve, ficando a esperança de Portugal ser um dos felizes contemplados, já que até ao momento não é um dos países anunciados na rota dos norte-americanos.

Publicidade

No comunicado de imprensa da editora, os membros da banda John McEntee (guitarra e voz) e Kyle Severn (bateria) comentaram sobre este regresso ao catálogo da Relapse Records. Segundo Kyle, 2016 começou da melhor maneira para a banda, já que o início da carreira das duas entidades foi em conjunto, há quase 25 anos, pelo que lançar o décimo álbum pela Relapse Records é um fechar de ciclo e deixa uma grande expectativa positiva pelo futuro próximo.

Já John McEntee afirmou que nos últimos oito anos trabalharam pontualmente com a editora em vários projectos, sempre com bons resultados, mas que agora é bom começar um novo capítulo da banda, voltando às origens e trabalhar com a quem acreditou neles quando os Incantation ainda eram uma banda de demos, em 1990. Melhor ainda é sentir que ainda acreditam neles agora e que acreditam, sobretudo, na perseverança do verdadeiro death metal.

Também o fundador e presidente da Relapse Records, Matt Jacobson, acrescentou a estes comentários que os Incantation são uns dos verdadeiros pioneiros do death metal norte-americano e que a sua dedicação incansável, consistência e longevidade não têm paralelo.

Publicidade

A editora está orgulhosa de os receber na sua primeira casa.

Em breve mais novidades sobre os Incantation.