O filme de Tarantino que chegou recentemente ao #Cinema mostra a destruição acidental de uma Martin Guitar de 145 anosThe Hateful Eight, ou Os Oito Odiados, é o novo filme de Quentin Tarantino, que reúne 8 estereótipos muito específicos dentro de um bar, enquanto o espectador assiste ao decorrer de toda a acção, em que existe um aceso combate entre eles. Um mexicano, um negro, um inglês, um xerife e um velho são alguns dos tipos que se reúnem naquele dia, quase que acidentalmente, no meio de um nevão.

O filme começa com uma longa introdução, testando a paciência, mas com uma apaixonante construção de espaços e diálogos.

Publicidade
Publicidade

Num tempo em que vivemos num ritmo acelerado, o filme segue devagar, com imagens lentas mas precisas, delicadas e personalizadas.

Depois de todos se fecharem no Bar da Minnie, a acção desenrola-se de uma forma totalmente diferente: com reviravoltas, excessos, flashbacks, comentários tipicamente sociais, e ultrapassa, em muito, a cota de sangue que se espera de Tarantino.

Mas a notícia que veio agora ao público traz toda a atenção para uma cena específica em que Kurt Russel destrói uma guitarra. Mas aquela não era uma guitarra qualquer, mas uma Martin Guitar de 145 anos, emprestada pelo Martin Guitar Museum. O pressuposto era que a guitarra fosse substituída por uma réplica, já que tinham sido produzidas seis para que Kurt pudesse repetir as cenas sem grandes preocupações. Mas infelizmente não foi o que aconteceu.

Publicidade

Segundo Mark Ulano, o engenheiro de som do filme: "Por qualquer motivo, ninguém comunicou com Kurt" e este esmagou literalmente a Martin de 1870 contra a parede. Mark referiu ainda que a reação de choque de Jennifer Jason Leigh, que se encontrava a tocar o instrumento, é autêntica, já que a atriz sabia que a guitarra era real e não estava, de facto, à espera que Kurt Russel destruísse o instrumento original.

O director do Museu, Dick Boak, refere que ainda não acredita no que aconteceu. "Fomos remunerados pelo seguro, mas não é uma questão de dinheiro, é uma questão de preservar a herança e a história musical americana".

No vídeo seguinte mostramos a cena em que tudo ocorre muito rapidamente.

Apesar dos nomes e dos seu estilo próprio, o filme foi um dos grandes esquecidos nas nomeações para os Óscares e tem sido mal recebido em alguns países, como a França. #Filmes #Música