Hoje, dia 19 de Fevereiro pelas 21:30 na Casa João Velho, ao lado da Sé Catedral de Viana do Castelo, José Torres Gomes irá apresentar o seu primeiro livro de poesia intitulado “A Inquietude do Silêncio”. A apresentação será um momento de tertúlia e debate de ideias para todos aqueles que partilham o gosto pela leitura e a escrita, ainda que o momento sirva para realçar a obra do autor presente.

Apresentação estará a cargo de Álvaro Maio que, para além de apresentar o livro, proporcionará a todos os presentes um momento musical.

"A Inquietude do Silêncio" é uma antologia de poemas seleccionados pela editora Lua de Marfim, a qual teve a responsabilidade de realizar toda a concepção e montagem do primeiro livro de poesia do autor.

Publicidade
Publicidade

Este livro teve a apresentação inaugural no auditório da Biblioteca Municipal de Esposende no passado mês de Janeiro, apresentação que esteve a cargo do Dr. Maranhão Peixoto, vice-presidente da Câmara Municipal de Esposende, confesso admirador do autor.

Em Braga a apresentação da obra teve lugar no passado dia 13 de Fevereiro, contando com a presença novamente do Dr. Maranhão Peixoto e da Dr.ª Aida Alves directora da Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, local onde decorreu a apresentação.

Esta apresentação foi um momento de partilha com a declamação de poemas e também um incentivo para um olhar para escrita e a leitura proveniente e para as pessoas com dificuldades de visão.

Esse incentivo foi verbalizado por Fátima Moniz, uma invisual que agradeceu o trabalho do autor e também o fato da Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva disponibilizar ferramentas de apoio aos invisuais, incentivando a que na Biblioteca Municipal de Esposende fosse seguido o mesmo caminho, uma vez que estávamos na presença do vice-presidente da autarquia.

Publicidade

Depois de um percurso pela ficção literária através da publicação dos livros em prosa intitulados “Os ossos também falam”; “Nunca mais te vi” e Gente Sem Governo", o autor explora agora o género literário da poesia.

José Torres Gomes nasceu em Belinho há 45 anos, distingue-se dos demais escritores através da produção literária mas também pelo facto de ser portador de uma doença degenerativa de Stargardt, que lhe foi retirando a capacidade de visão.

Apesar de uma incapacidade de 90%, José Torres Gomes dá corpo à sua paixão pela escrita através da ajuda de um software de leitura de textos digitais específico − o JawsO. #Entretenimento #Literatura