Maestro da Banda de Antas, entre outros projectos que integra, detentor de um temperamento simples, o jovem Diogo Costa viu confirmado o seu talento ao ingressar no Royal Northern College of Music para frequentar o mestrado de direcção de orquestra, com início em Setembro de 2016. Depois de um período de estudos em Lisboa, onde frequentou a Escola Superior de #Música e conclui a Licenciatura em Instrumento - Trombone, ingressou depois na “Metropolitana” para seguir o seu grande desígnio: seguir a carreira de maestro. O percurso continuará agora na Royal Northern College of Music, Manchester, uma das mais conceituadas escolas de Inglaterra, de onde já saíram alguns dos principais maestros da actualidade, tais como Baldar Bronniamann, actual maestro da orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música. O Mestrado terá a duração de 2 anos e os alunos terão como professores Clark Rundell e Mark Heron, para além de vários maestros convidados.

Publicidade
Publicidade

Diogo Costa manifestou o seu contentamento por ingressar neste curso, considerando ser muito positivo para a sua formação, juntamente com a oportunidade que terá em apresentar o seu trabalho em outros contextos musicais. O jovem maestro espera assim que lhe seja abertas as portas da progressão profissional e pessoal no difícil e competitivo mercado que é a música. Diogo Costa deixou bem claro que não abandonará os projectos que desenvolve em Portugal e que continuará a ser maestro da Banda de Antas-Esposende, salientando a importância desse conjunto para sua evolução profissional.

Maestro da Banda de Antas desde 2012, sucedendo a Valdemar Sequeira na direcção da mesma, a Banda continuou em crescendo depois do trabalho de 23 anos da direcção anterior. Sob a batuta do Maestro Diogo, a banda inovou nas suas apresentações, tendo apostado em reportório de autor, na participação em concertos com artistas de renome, como é o caso de Vitorino e da fadista Filipa Menina ou o ensemble com o Coro de Pequenos Cantores de Esposende. A participação no 1.ª e 2.ª edição do festival de Bandas de Braga, do qual resultaram o 3.º e 2.º lugares na categoria Banda e Maestro, é outro dos pontos a assinalar na actividade local de regência de Diogo Costa.

Publicidade

De salientar também a sua colaboração com inúmeras orquestras. Na área do Jazz, tem tocado com alguns dos grandes nomes da actualidade tais como Benny Golson, Perico Sambeat, John Ellis, entre outros. Em Lisboa  toca regularmente com a Orquestra de Jazz do Hot Clube de Portugal, a Claus Nymark Big Band e a Reunion Big Jazz Band, com a qual gravou, em 2011, o primeiro álbum “Ouija”.

No campo da direção de orquestra, tem feito Master Classes com Filipe Carvalheiro, Luís Vila, Rafa Agulló Albors, Laurence Marks, José Rafael Pascual Vilaplana, Jean-Sébastien Béreau, Douglas Bostock e Emilio Pomarico.

Como maestro convidado, dirigiu a Orquestra do Algarve – Orquestra Clássica do Sul, a Orquestra Académica Metropolitana de Lisboa, a West European Studio Orchestra, a Orquestra Sinfónica da Escola Profissional de Música de Viana do Castelo e a Orquestra de Cordas dos alunos da Casa Pia de Lisboa (Colégios Nuno Álvares Pereira e D. Maria Pia – Lisboa).

O Maestro Diogo Costa é natural de Belinho, tendo nascido a 26 de Julho de 1989.

Publicidade

Veja aqui um pequeno vídeo da actuação da Banda de Antas, no festival de Bandas de Braga em 2015: