O Teatro Virgínia, em Torres Novas, comemora esta quinta-feira, dia 27 de Outubro, 60 anos de existência. Para comemorar a efeméride será exibido no dia 28 de Outubro, pelas 21h30, “Filmes Pedidos” pela Companhia Caótica, um filme-concerto onde são os espectadores a escolher os filmes.

No dia 29 de Outubro, sábado, às 21h30 sobem ao palco os GNR com o concerto “Afectivamente”. Neste concerto da banda portuense, o baixo elétrico cede lugar ao baixo acústico, a guitarra elétrica passa as cordas ao violino e os teclados rendem-se ao piano. Rui Reininho será mais acústico, entenda-se, menos elétrico. Os clássicos que celebrizaram o Grupo Novo Rock soam de maneira diferente.

Publicidade
Publicidade

Nunca a banda do Porto esteve tão próxima do público porque, efetivamente, este é um momento de afetos.

A festa de aniversário do emblemático #Teatro Virgínia continua no dia 30 de Outubro, domingo, às 15h30, com uma matiné dançante com o grupo musical “Os Gringos”. Esta banda foi formada em 1964, na aldeia de Meia Via, por um grupo de amigos. Animou e continua a animar as festas e os bailes da região. Fiéis às músicas dos anos 60, não se veem a parar tão depressa.

O icónico Teatro Virgínia em Torres Novas foi inaugurado a 27 de Outubro de 1956. É um projecto do arquiteto Fernando Schiappa de Campos e abriu as portas com a peça “As Meninas da Fonte da Bica”.

A 13 de Outubro de 2005 sofreu obras de remodelação que deram ao espaço as características técnicas, acústicas e de conforto que atualmente são visíveis.

Publicidade

A sua capacidade foi reduzida para 600 lugares, distribuídos pela plateia, plateia alta, camarotes e balcão, dispondo ainda de 3 lugares próprios e facilidades de acesso para espectadores com mobilidade reduzida.

Foi introduzido um novo espaço, o Café Concerto, no segundo piso, local preparado também para receber iniciativas e espetáculos de menor dimensão. O espaço remodelado foi inaugurado com o espetáculo de teatro/ópera “Os Encantos de Medeia”, uma co-produção do Teatro de Marionetas do Porto e do Teatro Nacional S. João.

Por ali, desde então, têm passado grandes nomes da #Música, do teatro e da dança nacional. #Concertos