O Pai #Natal roubou um pouco do protagonismo ao Menino Jesus, sendo uma figura marcante da época natalícia nas últimas décadas. Mas como terá nascido esta ideia? Como evoluiu ao longo do tempo? Damos-lhe a conhecer um pouco mais esta #História.

Há quem associe o Pai Natal a costumes pagãos, e outros cristãos. Podemos dizer que existem duas teorias específicas para explicar as suas origens. A mais conhecida associa-o a S. Nicolau, o bondoso bispo de Mira, na Turquia, no século IV, que fazia milagres, dava presentes aos mais pobres e ajudava as crianças. A segunda tradição vem do Reino Unido e está relacionada com o Father Christmas.

Publicidade
Publicidade

Esta figura já era referida em cânticos do século XV e começou a destacar-se no século XVIII, época em que o puritanismo era contestado em Inglaterra (depois de ter dominado a Inglaterra). Os puritanos eram contra o Father Christmas, dizendo que era um costume pagão. As críticas não foram bem recebidas e os puritanos acabaram por ser gozados em pequenos contos, como "O Julgamento do Pai Natal", de Josiah King.

Em 1822, de forma a entreter as suas filhas, Clement Clarke Moore redigiu "An account of a visit from St. Nicholas" (também designado de A Noite Antes do Natal).Tratava-se de uma história com contornos poéticos, que dava a conhecer um Pai Natal que se deslocava pelo ar, num trenó conduzido pelas renas (que se chamavam Dancer, Prancer, Dasher, Vixen, Comet, Blitzen, Donner e Cupid), e que entrava em casa das pessoas pelas chaminés.

Publicidade

Foi a partir desta história que o Pai Natal começou a ser mais popular no mundo. A Alemanha terá sido o primeiro país a adotá-lo como figura do Natal.

Em 1920, a publicação The Saturday Evening Post apresentava o anúncio com o primeiro Pai Natal (da autoria de Thomas Nast) associado à Coca Cola. Era claramente um Pai Natal distinto de todos os outros que já se tinham visto até então. Mas ainda estava longe do modo como o conhecemos hoje em dia. Esse surgiu em 1931. De acordo com o site da Coca Cola, "o objetivo era criar uma personagem que estivesse entre o real e o imaginário, a personificação do espírito natalício e a felicidade da Coca-Cola".

Em 1949, Gene Autry, um cantor norte-americano, deu a conhecer o sucesso musical "Rodolfo, a Rena de Nariz Vermelho". E assim nascia a rena mais famosa do Pai Natal... Rodolfo. #Curiosidades