É a nova estratégia da editora Coolbooks. Até setembro de 2016 publicava apenas #Livros digitais mas a procura por obras físicas levou esta jovem chancela do Grupo Porto Editora a apostar no papel. "Ponto Zero", da escritora sanjoanense Rita Inzaghi, é um dos primeiros ebooks que esta editora acaba de imprimir, entre os mais de 60 que já lançou em formato digital. "O #ebook estava a afastar alguns leitores, que desejavam ter a obra em papel", explica Vítor Gonçalves, diretor editorial da Coolbooks. Por outro lado, muitos autores desejavam esta nova existência: "Sempre quis ter o livro em papel, mas quando me fizeram a proposta de publicar o ebook não hesitei por ser a #Porto Editora.

Publicidade
Publicidade

Embora sentisse que o digital não iria ter muita aceitação", conclui Rita Inzaghi. Para a jovem escritora, de 30 anos, que se estreou no mundo da ficção com "Ponto Zero", "foi um sonho que se tornou realidade".

"Ponto Zero" em busca do eu

Esta urban fiction de Rita Inzaghi conta a história dos irmãos Luísa e Miguel que acabam de ganhar o terceiro prémio do Euromilhões e decidem gozar um ano de férias em Santiago de Compostela, Espanha. Luísa acaba de concluir a licenciatura em Cinema, Miguel é baixista de uma banda grunge. O caminho de ambos será uma aventura atribulada. Enquanto Miguel segue o objetivo musical, Luísa entra num alheamento que a conduz a uma ambivalência sobre o que fazer ou seguir.

"Luísa quer escrever um romance mas passa o dia sem fazer nada, explorando os prazeres do sexo e do LSD, absorvida em paixões platónicas, como a que desenvolve com uma empregada de uma pizzaria ou com uma rapariga paraplégica que se torna na sua musa", revela Rita.

Publicidade

São várias as personagens desorientadas, deprimidas e alienadas que vão fazer "uma peregrinação em busca do eu", como se fizessem o caminho de Santiago de Compostela, ritual que dá título ao livro. "Ponto Zero" é, "geograficamente, o quilómetro zero, uma placa que existe na Praça do Obradoiro e que marca, com uma vieira, o fim da peregrinação a Santiago de Compostela", explica Rita. Mas este lugar simbólico não representa apenas o término do percurso, "é também o começo de um novo caminho", sublinha.

Rita Inzaghi lança “Amor com Amor se Mata”

Cada uma das personagens tem um pouco da autora. E, decorridos três anos do lançamento da obra, Rita ainda se sente ligada a elas, mas de um modo diferente: "Tal como Luísa, Miguel e outras personagens também cresci, aprendi e sei que hoje teríamos escolhido um final diferente. Faz parte da aprendizagem e do amadurecimento", remata.

Rita Inzaghi vai apresentar a obra numa tertúlia marcada para dia 10 de fevereiro no Centro LGBT em Lisboa e estão previstas outras iniciativas para dar a conhecer o livro físico ao público.

Publicidade

"A Rita é uma das nossas apostas, tendo em conta a qualidade literária da sua obra", afirma Vítor Gonçalves. E sublinha: "Esperamos que ela (Rita Inzaghi) continue a escrever para a Coolbooks". A autora sanjoanense aceita o desafio e já começou um novo romance. Mas as novidades não ficam por aqui. Em março, Rita regressa ao registo que lhe é mais querido com uma obra de poesia ilustrada: "Amor com Amor se Mata".