Segredos do antigo Presidente da República Jorge Sampaio vão ser revelados na segunda biografia autorizada, retrato pela mão do jornalista José Pedro Castanheira. É um dos destaques entre as 90 novidades literárias do primeiro semestre do Grupo Porto Editora. “Há dois anos foi publicado o primeiro volume, agora sai finalmente o segundo, que corresponde ao período em que Jorge Sampaio foi Presidente da República (1996-2006)”, afirma Manuel Alberto Valente, diretor editorial do grupo Porto Editora. E acrescenta: “Esta obra também é muito importante do ponto de vista da situação política da época e vai contar pormenores interessantes sobre o que levou Jorge Sampaio a demitir o Governo de Pedro Santana Lopes”.

Publicidade
Publicidade

O livro resulta de uma colaboração inédita entre o Grupo Porto Editora e a Nelson Matos edições.

Venezuela pós-Chávez e Cuba em Angola

“Pátria ou Morte” de Alberto Barrera Tyszka e “Um Lugar Chamado Angola” de Karla Suárez são outras das novidades destacadas por Manuel Alberto Valente. #Livros de autores latino-americanos, nunca antes publicados em Portugal, mostram diferentes olhares sobre a história contemporânea.

Para o diretor editorial, “Pátria ou Morte” “permite um conhecimento muito interessante da situação política e social da Venezuela, no período que se seguiu à morte do Presidente Hugo Chávez”. E sublinha: “Esta obra levanta problemas e contradições de enorme relevância e irá contribuir para um melhor conhecimento do país” com quem Portugal “tem muitos laços, nomeadamente através da emigração”.

Publicidade

O livro de Suárez “é a primeira obra sobre a presença cubana em Angola”. Manuel Alberto Valente recorda que “tal como Portugal também Cuba esteve muito ligada à ex-colónia africana, sobretudo durante a Guerra Fria”.

Crise dos refugiados

A vaga migratória dos refugiados do norte de África e do Médio-Oriente para países europeus é outro dos temas abordados pelo grupo editorial que vai lançar “A Hope More Powerful Than The Sea", de Melissa Fleming. Segundo Manuel Alberto Valente, esta porta-voz do Alto Comissariado para os Refugiados das Nações Unidas “vai chamar a atenção para a situação de milhares de sírios que fugiram do país de origem em busca da paz”. #Literatura #Política Internacional