Se sempre teve a curiosidade em saber como surgiu o seu apelido em Portugal, aqui tem uma boa oportunidade para descobrir. Vamos revelar-lhe, em várias partes, as origens dos vários apelidos portugueses. É bom frisar que as explicações aqui apresentadas, em muitos dos casos, não garantem que o leitor tenha ligação familiar aos percursores desse apelido... pois existem várias maneiras do sobrenome chegar a uma #Família. No entanto, também não se pode dizer que é uma impossibilidade. #História #Curiosidades

  • Abreu - O apelido tem raízes góticas, era designado de Awi, mas também tem raízes germânicas (Avredo). A forma como o designamos atualmente, ou seja Abreu, nasceu em Portugal (embora não se saiba exatamente em que região). Há quem também aponte para a hipótese deste apelido estar relacionado com o nome de Abraão. Registos históricos indicam que houve vários nobres portugueses que tiveram este apelido e crê-se que um desses homens possa ter sido o primeiro a usar esse sobrenome. Chamava-se Vasco Nunes de Abreu, deverá ter vivido no século XI e era o proprietário do solar A Torre de Abreu (que se situa próximo de Valença do Minho).
  • Aguiar - De acordo com o autor Manuel Sousa, no livro "As Origens dos Apelidos das Famílias Portuguesas ", a família portuguesa Aguiar é de remotas origens, tendo ido buscar o nome à vila de Aguiar, em Trás os Montes, de que os mais antigos eram senhores. É possível que exista algum ramo em comum com os espanhóis Aguilar ou com os Guedes/Guedeões.
  • Almeida - Sabe-se que este apelido em Portugal deve ter começado em Mangualde, por Fernão Canelas, senhor dos terrenos de Canelas e Pinheiro, que terá fundado entre 1233 e 1245 a mítica aldeia de Almeida. Ao tomar essa iniciativa decidiu passar a usar como apelido o mesmo nome que deu à aldeia. A partir daí, o sobrenome foi passando às gerações seguintes. Da gente ilustre desta linhagem inclui-se, por exemplo, o primeiro vice rei da Índia, D. Francisco Almeida.
  • Alves - Este apelido é uma abreviatura de Álvares, sendo que este Álvares já deriva de Álvaro. Infelizmente, não existem dados sobre os primeiros Alves em Portugal.
  • Albuquerque - Os Albuquerque foram das famílias mais ricas e poderosas da Península Ibérica durante a idade média. Com a morte do conde de Barcelos, D. Afonso Telo de Meneses, que era proprietário do castelo e da vila de Albuquerque, a sua filha, esposa de D. Afonso Sanches (filho de rei D. Dinis) herdou todos os bens. E é partir daqui que o apelido Albuquerque começou a ganhar vida.
  • Antão - De acordo com o site forebears, Portugal é o terceiro país do mundo com mais pessoas com este apelido (sendo ultrapassado pela Índia e pelo Brasil). Este apelido deriva do latim arcaico e provém do nome António. É difícil saber quem terá sido a primeira família a usar este apelido em Portugal.
  • Antunes - O autor Manuel Sousa, no já mencionado livro "As Origens dos Apelidos das Famílias Portuguesas ", refere que o primeiro Antunes conhecido era Simão Antunes, nascido em Vila Viçosa, um valente soldado ao serviço de Carlos V, que participou nas guerras de Flandres, e que pela sua competência foi ao longo do seu percurso ascendendo a altos cargos (chegando a receber a Comenda da Ordem de Cristo).
  • Arnaut - Este apelido chegou a Portugal no século XVI, através do inglês Guilherme Arnaut, um cavaleiro de prestígio que se casou e deixou descendência no nosso país. Terá emigrado para Portugal, integrando a comitiva da casa de Lencastre, que daria o apoio à rainha de Portugal, a britânica D. Filipa Lencastre. Aqui foi mordomo mor e vedor da fazenda. O apelido Arnaut poderá ter sofrido uma evolução no tempo, pois outrora deveria ser designado de Harnhalt e teria raíz flamenco/germânico.
  • Azeredo - Este apelido terá começado com Rodrigo Vasques de Azeredo, que era filho do senhor da Torre de Azeredo (na Galiza), Rodrigo Anes de Araújo, e de Leonor Pires Velho. No entanto, foi o filho de Rodrigo Vasques de Azeredo, João Rodrigues de Azeredo, que habitou em Guimarães, que casando Inês Gonçalves de Araújo deu início à linhagem portuguesa dos Azeredo.
  • Azevedo - Foi nos reinados de D. Afonso Henriques e D. Sancho I que encontramos o primeiro Azevedo português. O seu nome completo era Pedro Mendes de Azevedo, e era um homem de grandes posses. Foi buscar este sobrenome ao couto de Azevedo, que ficava na região de Barcelos.