Os Campeonatos de Portugal em Atletismo terão lugar nos dias 26 e 27 de Julho no Estádio Universitário de Lisboa e prevê-se muita emoção e excelentes resultados de atletas. As jornadas têm início às 15h no sábado e às 14h no domingo (havendo provas do Decatlo que se disputam domingo de manhã às 11h) e são várias as figuras actuais do atletismo português que medirão força ao longo dos dois dias. Para além dos títulos de Campeão Nacional, os atletas terão também em mente as marcas de qualificação para o Campeonato da Europa de Atletismo, que se disputará no mês de agosto em Zurique, Suiça.



As duas últimas semanas foram muito interessantes em termos de resultados atléticos e, a pouco mais de 10 dias do período de qualificação para o Europeu, Portugal poderá ter a maior comitiva presente em Campeonatos da Europa.

Publicidade
Publicidade

As últimas semanas têm demonstrado a boa forma de vários atletas.



No dia 16 de Julho em Lisboa, no Torneio de Verão da AAL, Sandy Martins (Sporting) correu os 800 metros em 1.47,74 minuto, numa disputa próxima com Miguel Moreira (Benfica) que demorou mais 22 centésimos. Sandy conseguiu o mínimo B e Miguel ficou a 16 centésimos. Na mesma competição, Cátia Pereira (JOMA) aproximou-se em Lisboa dos Europeus, com 4.25 metros no salto com vara. Ficou a 10 centímetros do mínimo para o Europeu, marca que conseguiria obter uns dias mais tardes no Meeting Vítor Tavares, em Faro.

No salto com vara, também Marta Onofre conseguiu saltar a marca de apuramento (4,35m) no Meeting de Ávila e, pela primeira vez, Portugal terá 3 saltadoras femininas com vara na mesma edição de um Campeonato da Europa.

Publicidade

No lado masculino, em Ávila, Edi Maia (com 5,55m) e Diogo Ferreira (com 5,65m tornando o 3º melhor português de sempre) confirmaram os mínimos.

Quem também confirmou os mínimos para o Europeu em Ávila foi Nelson Évora, com 16.91 metros no triplo salto, e Susana Costa (triplo salto) com 13.77 metros. Forma também atingidas as marcas de referência para o Europeu pelos velocistas Yazaldes Nascimento (10,30s nos 100m) e Carla Tavares (11,48 s e 23,48 nos 100 e 200m respetivamente).

Em Leiria, Irina Rodrigues conseguiu a marca de referência lançando 58,20m no Disco. No meeting de Loughborough (Grã-Bretanha), David Lima conseguiu mínimos para os 200m, correndo em 20,95s. Vitor Santos confirmou a sua presença no Europeu com um novo recorde pessoal nos 400m (46,27s).

No meeting de Luzern na Suiça, Vera Barbosa confirmou os mínimos nos 400m barreiras correndo em 56,24 segundos. Também Dulce Félix esteve em Luzern, que em preparação para o Europeu em Zurique correu os 5000 metros em 15.27,13 minutos.

No Meeting Mataró, Emanuel Rolim surpreendeu nos 1500 metros, quando no passado dia 15 correu em Mataró para um novo recorde pessoal de 3.38,66 minutos, marca que é marca de qualficação "A" para o Europeu.

Publicidade

Em Londres, no aniversário dos Jogos Olímpicos, Marco Fortes lançou o peso a 19.17 metros, somente a três centímetros da marca de referência exigida pela Federação Portuguesa de Atletismo.



Por fim, referência a duas participações no centro europeu, nos passados dias 18 e 19. No Mónaco, em etapa da Liga Diamante, Patrícia Mamona voltou a mostrar-se em evidência no triplo salto, com 14.34 metros, marca que além de a confirmar em Zurique, também a coloca como séria candidata a medalhas no próximo Europeu, numa prova onde a colombiana Caterine Ibarguen chegou ao recorde sul-americano, com 15.31 metros. No dia seguinte era Bruno Albuquerque que participava na Bélgica, em Heusden-Zolder, na prova de 5000 metros. A participar na final B, o atleta correu rápido e chegou em 13.47,02 minutos, a sete segundos de chegar à marca de qualificação para o próximo Europeu de Ar Livre.