A selecção de Gibraltar fez no passado Domingo o seu primeiro jogo de qualificação para um Campeonato Europeu de Futebol, depois de ter sido aprovado o seu pedido de adesão à UEFA. A equipa do território britânico, situado em frente a Ceuta, no estreito a que dá o nome, está no grupo D da qualificação para o Euro2016, que inclui Alemanha, Polónia, Escócia, Irlanda e Geórgia. O primeiro desafio foi contra a Polónia, perdendo por 7-0.

O processo de adesão à UEFA terminou em 2013. Como sempre acontece, a política acompanhou o futebol, e como tal dois países opuseram-se à aceitação do território britânico como membro da UEFA: a Espanha, que não aceita a presenta inglesa no Rochedo, e também a Bielorrússia, conhecida como a "última ditadura da Europa".

Publicidade
Publicidade

Inclusivamente, a UEFA estabeleceu que as duas selecções não podem ficar no mesmo grupo de qualificação, tal como acontece com Arménia e Azerbaijão (que disputaram uma guerra nos anos 90) e a Rússia e a Geórgia (que disputaram uma guerra em 2008.)

O estádio actual de Gibraltar, o Victoria, com 5000 lugares, não preenche os requisitos da UEFA para jogos internacionais, e por esse motivo o Rochedo teve de procurar outro estádio. Sem autorização espanhola para jogar no seu território, a alternativa óbvia tornou-se o estádio do Algarve, que preenche todos os requisitos internacionais e é o mais próximo, estando a 4 horas de viagem. Inclusivamente, com 30.000 lugares, o estádio poderia albergar TODA a população de Gibraltar. Ainda assim, foram 3000 os adeptos que se deslocaram para ver a sua selecção jogar contra a Polónia.

Publicidade

Assim, no Domingo realizaram-se dois jogos de qualificação para o Europeu no território nacional - e assim continuará, pois o estádio de Gibraltar não estará pronto em breve.

Quanto ao jogo, não teve grande história, como seria de esperar entre uma equipa profissional e uma equipa amadora. De um lado, agentes de polícia, 1 bombeiro, 1 electricista, 1 empregado de alfândega, entre outros, com apenas dois futebolistas profissionais no 11 titular gibraltarino. Do outro, uma selecção que inclui Lewandowski, o avançado do Bayern Munich. E foi precisamente Lewandowski a estrela do jogo, ao apontar 4 golos à equipa do Rochedo. Os Gibraltarinos sofreram o primeiro golo aos 11 minutos, mas aguentaram-se de forma competente com esse resultado até ao intervalo. No segundo tempo, mais até que a superioridade técnica, foi a condição física que começou a falhar e que permitiu o avolumar do resultado. Ainda assim, para os gibraltarinos foi uma grande festa. O próximo jogo no Algarve será a 14 de Outubro, contra a Geórgia.