A selecção nacional de futebol perdeu com a sua congénere de Albânia, por 1-0, no jogo da primeira jornada da qualificação para o Campeonato Europeu de Futebol, a disputar em França, em 2016. O resultado é um dos mais chocantes do palmarés da selecção e ficará como um marco negativo na sua história. A Albânia encontra-se na 42ª posição da UEFA e na 70ª posição do ranking da FIFA, sendo assim um adversário muito acessível. O mesmo se deveria dizer pelo currículos dos seus jogadores, muito inferior ao das estrelas portuguesas. Contudo, no futebol são 11 contra 11 e "a bola é redonda."

Portugal alinhou sem Ronaldo, mas isso não pode explicar a incapacidade e a falta de ideias para ultrapassar uma equipa que, naturalmente, veio até Aveiro para defender com o "autocarro" - nem poderia ser de outra forma.

Publicidade
Publicidade

Mesmo assim, foi visível, em especial na primeira parte, a forma como os albaneses faziam "pressão alta" de modo a desconcentrar os portugueses e diminuírem a sua iniciativa de jogo. A frente de ataque composta por Vieirinha, Éder e Nani não se mostrou capaz de ultrapassar a sólida e competente muralha albanesa. No início da segunda parte, em 1 dos 2 remates que a equipa dos Balcãs fez durante o jogo, Balaj fez um remate artístico sem oposição mesmo no centro da área, sem hipóteses para Rui Patrício. Público e equipa, que já não queriam acreditar no resultado que se lhes desenhava, começaram a imaginar a possibilidade da derrota. E apesar de Portugal ter sempre a iniciativa e mais posse de bola até ao fim do jogo, o público nunca sentiu que a equipa tivesse possibilidades reais.

A partir dos 85 minutos, muitos dos espectadores acenaram com lenços brancos para "dizer adeus" ao treinador e à equipa - forma de protesto inspirada no costume das cerimónias religiosas do santuário de Fátima, e que se tornou comum nos estádios de futebol.

Publicidade

Isso não impediu uma vaia e assobiadela monumental após o apito final do árbitro. A festa ficou para a equipa albanesa e para os 150 adeptos que se deslocaram até ao estádio municipal de Aveiro.

Assim a Albânia lidera o grupo I, com 3 pontos, em conjunto com a Dinamarca que passou por um susto semelhante ao ver-se a perder com a Arménia, mas deu a volta ao resultado e venceu por 2-1. Portugal e Arménia têm 0 pontos, tal como a Sérvia, a outra equipa deste grupo com 5 equipas que ficou isenta nesta primeira jornada. Os sérvios aproveitaram para jogar com o país organizador, a França, e mostraram capacidade para vencer este grupo ao empatar 1-1 contra uma selecção que, em Junho, se mostrou ao nível da Alemanha.

Poucos minutos depois, criou-se uma página no Facebook intitulada "Queremos a demissão do Paulo Bento". Ao fim de 12 horas, contava com 6.500 gostos.