Um conjunto de 27 clubes profissionais de futebol, reunidos em Coimbra (no hotel Quinta das Lágrimas), escolheram ontem o antigo dirigente do #Sporting, Luís Duque, como seu candidato às eleições para a Liga, na próxima semana. O Sporting esteve ausente da reunião e reagiu negativamente, uma vez que Duque é acusado pela direcção de Bruno de Carvalho de actos de gestão danosa no período que esteve à frente dos destinos do clube. A notícia foi divulgada à comunicação social por Tiago Ribeiro, presidente do Estoril e porta-voz dos clubes, que sublinhou a experiência e competência de Luís Duque, o seu compromisso (logo expressado) de proceder com a alteração estatutária que os clubes pretendem, e também a vontade dos clubes de deixar para trás os episódios recentes de instabilidade.

Publicidade
Publicidade

Esta reunião sucede-se à reunião do passado dia 6 de Outubro, também em Coimbra, onde Tiago Ribeiro já havia indicado o consenso existente e deixado críticas à gestão de Mário Figueiredo, avisando que este não seria reeleito porque não tinha nenhum clube a apoiá-lo. A reeleição de Mário Figueiredo, no acto eleitoral de 11 de Junho, havia sido declarada nula pelo Conselho de Justiça. Os clubes haviam decidido nessa data marcar uma nova reunião para a escolha do candidato, reunião que aconteceu ontem e onde o Sporting CP não se fez representar.

O presidente do Estoril sublinhou que a escolha de Luís Duque foi tomada por unanimidade entre os 27 clubes presentes na reunião, incluindo portanto FC Porto e SL Benfica. As probabilidades de Luís Duque ser eleito tornam-se assim elevadas, uma vez que os clubes presentes constituem a maioria dos votos.

Publicidade

Tiago Ribeiro sublinhou ainda, tal como na reunião anterior, a vontade dos clubes deixarem para trás o passado recente e trabalharem em conjunto. Foram tambem escolhidos Carlos Carvalho para o Conselho Fiscal e José Mendes para a Assembleia Geral.

O Sporting CP reagiu em comunicado, posterior à divulgação do nome de Duque. A direcção de Bruno de Carvalho lamenta o "desnorte" dos clubes da Liga, afirmando que a candidatura de Duque não pode ser consensual entre os clubes da Liga, uma vez que o candidato tem contra si "três ações de responsabilidade civil por atos de gestão danosa de um clube associado".

Nas redes sociais, muitos adeptos do Sporting mencionavam que conseguir um consenso entre Luís Filipe Vieira e Jorge Pinto da Costa contra si é a prova de que Bruno de Carvalho se torna incómodo para os seus rivais, enquanto presidente do clube.

Nascido em 1957, Luís Duque é advogado, militante do CDS-PP, e tornou-se conhecido dos adeptos do futebol e do grande público em geral enquanto dirigente do Sporting, nomeadamente enquanto presidente do Conselho de Administração (entre 1999 e 2001) e mais tarde administrador (2011-2012) da SAD do clube de Alvalade.