FC Porto e #Sporting CP venceram os respectivos jogos na fase de grupos da Liga dos Campeões. Os portistas venceram o Athletic Bilbao por 2-0, em jogo disputado no País Basco - origem de Julen Lopetegui, treinador do clube azul e branco. Já os leões vingaram-se de forma soberba da derrota controversa sofrida na jornada anterior com o Schalke 04, batendo agora os alemães por 4-2. O FC Porto conseguiu um surpreendente apuramento para os oitavos de final, mercê da combinação de resultados do seu grupo, enquanto o Sporting CP saltou para terceiro com esta sua primeira vitória na competição e relançou as contas do apuramento. Uma noite de grande sucesso para as equipas portuguesas.

Publicidade
Publicidade

O Porto não se deixou surpreender com o ambiente frenético do estádio de San Mamés e dominou do princípio ao fim, sem que o guarda-redes Fabiano tivesse de fazer uma defesa digna desse nome. Mas só aos 60 minutos é que a pressão deu frutos, com Brahimi a fazer uma assistência de classe para o golo de Jackson Martínez. Aos 73 minutos, uma fífia do guarda-redes basco permitiu ao argelino sentenciar a partida.

No outro jogo do grupo, o BATE Borisov levou a sua terceira goleada nesta fase de grupos, novamente por parte do Shakthar Donetsk, mas "apenas" por 5-0. Este resultado tornou matematicamente impossível aos bielorrussos, terceiros do grupo, ultrapassar os dragões, que assim garantiram a qualificação para os oitavos. O FC Porto é lider com 10 pontos, seguidos do Shakthar com 8, do BATE com 3 e do Athletic com 1.

Publicidade

#Futebol

Já o Sporting até começou a perder, com um auto-golo de Slimani num lance desastrado de bola parada dos alemães, aos 17 minutos, mas reagiu de forma exemplar. Logo aos 26 minutos, Naby Sarr empatou, também na sequência de uma bola parada, e três minutos depois um remate de William Carvalho podia ter logo virado o resultado. A reviravolta veio no início da segunda parte, com um remate de Jefferson cruzado, de fora da área. Aos 68 minutos entrou Carrillo, para o lugar de Carlos Mané, e 4 minutos depois o seu trabalho valeu uma bela assistência para Nani ampliar para 3-1. Mas os alemães ainda não tinham desistido e, após várias oportunidades, depois dos 80 minutos chegou o 3-2 por Aogo. Mas ainda havia tempo, já depois dos 90, para Slimani concretizar um contra-ataque que selou uma vitória muito saborosa e a melhor resposta ao desaire frente ao Vitória de Guimarães. E melhor teria sido para as contas dos leões se o Chelsea tivesse vencido o Maribor, em vez de se ficar pelo empate a 1 bola.