Pinto da Costa, presidente do FC Porto, elogiou a capacidade de trabalhar em conjunto com o SL #Benfica, em constraste com a impossibilidade de fazer o mesmo com o Sporting. A imprensa nacional deu destaque a estas declarações do presidente portista, mas foi muito parca sobre o contexto em que Pinto da Costa as emitiu. Só o DN referiu que PC falava dos temas que rodeiam a liga de clubes". Pinto da Costa recordava o processo de escolha de Luís Duque como presidente da Liga de Clubes, tendo declarado apenas o que já era conhecido: que falou com Luís Filipe Vieira para chegar a um consenso, e que o Sporting se recusou a debater, nem estando contra nem a favor nas reuniões que existiram.


Pinto da Costa será testemunha contra o Sporting num processo desportivo que opõe os leões ao fundo de investimento Doyen Sports, a propósito da transferência de Marcos Rojo. O presidente azul e branco referiu, contudo, que vai apenas "atestar a seriedade com que sempre foi tratado pela Doyen" e que nada tem a ver com a processo em si. De acordo com o Correio da Manhã, alguns dirigentes do Benfica estarão "preocupados" com "a convergência de pontos de vista" entre os dois presidentes, uma vez que o clube encarnado fez questão, em comunicado, de garantir que não existe qualquer aliança com os azuis e brancos.


O presidente do FC Porto regressou recentemente de uma viagem a Angola, onde se encontrou com José Eduardo dos Santos para estabelecer um protocolo de cooperação com a Academia de Futebol de Angola, patrocinada pelo presidente angolano. Pinto da Costa havia comentado, no decorrer da viagem, que o FC Porto é "mais amado em Angola que em muitos sítios de Portugal."


O Blasting News falou com António Roçadas, cidadão anónimo e adepto benfiquista desde os tempos de Eusébio. Sobre o entendimento de Porto e Benfica, Roçadas comentou que "a crise está a chegar a todos" e que "já não há cá dessas coisas de serem uns contra os outros. Eles trabalham todos para o mesmo. Se não se põem de acordo, o dinheiro não chega para todos. Isto de vender todos os anos 1 ou 2 jogadores por não sei quantos milhões vai aguentando o barco, mas se por acaso isso falha, este futebol vem todo por água abaixo." Roçadas comentou também a postura do presidente do Sporting, referindo que "esse rapazola [Bruno de Carvalho] vem com essa conversa só para convencer os sportinguistas que é o maior e é muito duro, mas é só fogo de vista. É a conversa que os 'lagartos' querem ouvir". Roçadas não deixou ainda de dar o seu ponto de vista sobre a viagem do presidente portista a Angola: "juntou-se o Pinto da Costa com o Eduardo dos Santos? Estão muito bem um para o outro!"