Laure Manaudou, antiga nadadora francesa, que foi campeã olímpica em 2004, foi detida na passada quinta-feira na Disneyland, em Paris, França, por suspeita de roubo de um urso de peluche no valor de 170 euros. Segundo informações da rádio francesa Europe 1, a antiga nadadora fazia-se acompanhar da filha Manon, de 4 anos, e de uma amiga, que foi também acusada do roubo de produtos no valor de 300 euros. Alguns seguranças presentes no local pediram a Manaudou que abrisse o seu saco de compras, no qual estava um peluche e outras lembranças. Depois disso, os seguranças verificaram que a antiga campeã olímpica não tinha talão que comprovasse a compra dos artigos que levava no saco.

Publicidade
Publicidade

O mesmo sucedeu à sua amiga, que também não estava na posse de qualquer comprovativo das compras que transportava.

De seguida, a polícia foi chamada ao local e as duas mulheres foram levadas até à esquadra, onde prestaram declarações sobre o ocorrido. Apesar do incidente, ambas abandonaram o local ao fim de poucas horas, apenas com uma advertência por parte das autoridades. Os responsáveis do parque de diversões francês optaram por não apresentar qualquer tipo de queixa contra Manaudou e a sua amiga. O jornal francês L'Équipe noticiou mais tarde que a polícia não conseguiu provar a veracidade das acusações, uma vez que as câmaras de vigilância no local apenas captaram a nadadora a escolher alguns artigos, que foram pagos pouco depois.

Manaudou defende-se nas redes sociais

Após a acusação ter chegado à imprensa, Laure Manaudou procurou defender-se rapidamente através das suas páginas de Facebook e Twitter.

Publicidade

A irmã do também nadador francês Florent Manaudou (recentemente consagrado campeão e recordista mundial nos 50 m em piscina curta) desmentiu a história e mostrou-se revoltada com a situação. "Não posso estar com a minha filha sem que me incomodem ou inventem histórias sobre mim", disse. Algumas horas depois, as publicações foram retiradas das contas da nadadora de 28 anos, que abandonou a competição em 2013 por ter engravidado (meses mais tarde anunciou que abortou, devido a razões de saúde, nunca conhecidas publicamente).

Esta não é a primeira polémica em que Manaudou se envolve. Em 2007 foram publicadas algumas fotos na internet em que aparece nua. Em outubro deste ano, publicou uma autobiografia, intitulada "Entre Linhas", em que se queixou do assédio frequente da imprensa. Laure Manaudou foi, durante muitos anos, uma das melhores nadadoras do planeta, tendo conquistado no total 37 medalhas internacionais e 84 títulos franceses e bateu cerca de 100 recordes. A revista francesa "L´Équipe" elegeu-a há algum tempo como sendo o 3.º maior nome da história recente do desporto francês, apenas atrás do antigo futebolista Zinedine Zidane e da ex-tenista Amélie Mauresmo.