O FC Porto venceu o Rio Ave FC por 5-0 em jogo a contar para a 12ª jornada da Primeira Liga de #Futebol. Com este resultado, os dragões mantêm-se na perseguição aos líderes SL Benfica e VFC Guimarães, a apenas 3 pontos. Já o Rio Ave atrasa-se relativamente ao Sporting e ao Paços de Ferreira, na luta pelo 6º lugar. O resultado não traduz o equilíbrio que se verificou, uma vez que os últimos 4 golos surgiram apenas a partir dos 78 minutos. 


O FC Porto entrou mais forte e determinado, com intenção de não deixar dúvidas sobre a sua necessidade de vencer. Julen Lopetegui, ao contrário do que é habitual, manteve o mesmo esquema do jogo com o Estoril, e logo nos primeiros minutos surgiram 3 hipóteses claras de golo para os azuis e brancos. Contudo, o golo não apareceu e a pouco e pouco o jogo foi-se tornado menos claro. No final da primeira parte, o Rio Ave tentou mesmo um remate com algum perigo, mas mesmo assim nada que assustasse os adeptos da casa. Contudo, ao intervalo mantinha-se o nulo inicial.


A abrir a segunda parte, um remate cruzado de Tello colocava o Porto em vantagem, mas a incerteza sobre o resultado final mantinha-se. Saiu Brahimi, num dia menos inspirado, para entrar Ruben Neves e tentar trazer alguma energia. Todavia, aos 77 minutos, o resultado mantinha-se em apenas 1 bola a zero a favor dos homens da casa, e daí que se possa considerar surpreendente e enganador o resultado final.


Aos 78 minutos, Jackson Martínez encerrou psicologicamente o jogo com um remate rasteiro e bem colocado ao ângulo esquerdo de Cássio, sem hipóteses de defesa. Foi o oitavo golo do colombiano esta época. Depois, ao cair do pano, foi o ruir psicológico dos finalistas da Taça de Portugal da época passada. Num ressalto azarado de um defesa vila-condense, a bola bate em Alex Sandro e só pára no fundo da baliza de Cássio; um golo que motivou sorrisos do jogador portista, consciente do golpe de sorte de que dispôs. No minuto seguinte, uma jogada rápida fez surgir Oliver Torres sozinho e na cara de Cássio, sem que os defesas vila-condenses conseguissem reagir. E ainda antes do apito, Danilo fez o gosto ao pé e puxou um remate de fora da área que valeu o 5-0. Após o jogo, o trienador do Rio Ave Pedro Martins lamentou o calendário apertado entre o jogo em Kiev para Liga Europa (onde a sua equipa perdeu por 2-0), enquanto Ukra pediu desculpa aos adeptos pela má imagem deixada no final.


Com este resultado, o Sporting CP consolida o 6º lugar, deixando os vila-condenses para trás. Os leões aguardam agora o resultado do Paços de Ferreira-Estoril de hoje para saber se se mantêm nessa posição ou se ainda resvala para o sétimo, uma vez que o Paços tem só 2 pontos a menos. Tal como os portistas, os castores poderão aproveitar o cansaço da equipa da Linha - que também jogou para a Liga Europa esta semana, e até jogou em dois dias devido à interrupção causada pela chuva - para somar 3 pontos.