O mais insólito assalto aconteceu na Fórmula 1. 6 indivíduos ainda não identificados forçaram a entrada de forma violenta nas instalações da mais bem sucedida equipa de Fórmula 1 desta segunda década do século XXI e levaram cerca de 60 troféus. O assalto aconteceu na noite da passada sexta-feira, nas instalações sede da equipa, em Milton Keynes, Inglaterra. O director, Christian Horner, informou que "uma carrinha forçou a entrada principal" do edifício, causando "danos significativos", segundo o site Grand Prix.



A Red Bull afirma-se totalmente surpreendida com o facto, uma vez que, e ainda de acordo com Horner, "o valor intrínseco destes troféus é muito baixo", o que ajuda a tornar mais difícil que alguém se dê a este trabalho para os roubar. De acordo com a polícia, os indivíduos vinham vestidos de negro e usaram dois veículos, um todo o terreno prateado e uma carrinha Mercedes preta, para o assalto. Os criminosos não usaram violência fisica nem agrediram o pessoal nocturno das instalações da equipa de F1. Christian Horner apelou a quem tiver informações sobre o sucedido que possa contactar a polícia de Thames Valley. O director sublinhou ainda que "os troféus valem muito mais para nós do que podem valer para qualquer ladrão."



Nas redes sociais, os comentários oscilavam entre os solidários ("é uma palermice. O que vão fazer com os troféus? Vender no OLX, ou no mercado negro? A sério? Acham que não são logo apanhados" e também "vende-se troféu da Red Bull do Grande Prémio não-sei-quantos de 2012. Não me pergunte como o consegui.") aos mais jocosos ("deve ter sido o Ron Dennis, com inveja, uma vez que a Red Bull ganhou mais títulos em 4 anos do que a McLaren desde os tempos da Honda e do Senna", e também "será que os ladrões beberam uma lata de red bull antes de se meterem ao trabalho?" e até "pelos vistos os troféus da Red Bull ganharam asas.")



A Red Bull é a 4ª equipa de todos os tempos com mais títulos de equipas (4, entre 2010 e 2013), a 4ª equipa com mais pontos (2865,5), a 5ª com mais vitórias (50) e a 4ª com mais dobradinhas (16, a par da Mercedes).