O #Benfica não vencia na casa do rival desde 2005. Mas, ainda antes do jogo, o técnico encarnado dizia que isso não fazia da equipa azul favorita. Lima, lançado no onze titular no lugar de Jonas, foi a surpresa de Jesus. E que surpresa; o brasileiro fez os dois golos da vitória que, e apesar de ainda faltar muito campeonato, aproximam os encarnados da revalidação do título.

No Dragão, foi a equipa da casa quem entrou melhor. Os azuis impuseram um ritmo muito alto durante a primeira meia hora de jogo e dispuseram de algumas oportunidades. Umas vezes mal finalizadas, outras travadas por Júlio César, que esteve imperial na baliza das águias.

Publicidade
Publicidade

Foi das mãos de Maxi que saiu a jogada do primeiro golo do jogo. O lateral uruguaio, num lançamento longo, colocou a bola na área e a defesa azul cometeu o seu primeiro erro. Lima (36') só teve que encostar com a anca perante a passividade dos defesas portistas.  

O Porto abalou e a equipa perdeu um pouco do fulgor que vinha apresentando até esse momento. O Benfica chegava ao intervalo na frente e era esperada a reacção do Porto desde o primeiro minuto do segundo tempo, mas o Benfica precisou apenas de dez minutos para voltar a marcar, e novamente por Lima.

Aos 55', Talisca usou uma das suas grandes armas e chutou de fora da área. Fabiano não conseguiu suster a bola e deixou-a aos pés de Lima. O avançado, que tantas vezes foi criticado esta época por falta de eficácia, voltou a colocar a bola no fundo da baliza azul e será certamente lembrado entre os benfiquistas por muito tempo.

Publicidade

Como o são César Brito e Nuno Gomes.

O Porto ainda acertou com duas bolas no ferro da baliza de Júlio César e criou várias oportunidades, principalmente depois da entrada de Quaresma. Aliás, o "Mustang" parece ter sido o único elemento azul que a equipa encarnada não vinha preparada para anular. Tudo o resto foi anulado.

O Benfica fecha a jornada 13 da Liga ainda mais distante dos seus adversários. Porto e Vitória de Guimarães encontram-se agora a seis, o Braga a nove e o candidato ao título (?) Sporting a dez pontos. Na próxima jornada o Benfica recebe o Gil Vicente que continua sem vencer na Liga, enquanto o Porto defronta o Vitória de Setúbal, que não pontua há mais de um mês, no Dragão. Sem jogos europeus pela frente e as respectivas viagens internacionais que causam um enorme desgaste nos plantéis, dificilmente o Benfica de Jorge Jesus deixará escapar a revalidação do título nacional.  #Futebol