Kobe Bryant, histórico dos Los Angeles Lakers e um dos melhores jogadores do mundo, pode estar a poucos dias de alcançar o terceiro posto da lista de melhores marcadores de sempre da NBA, a liga de basquetebol mais competitiva do mundo. O veterano norte-americano encontra-se neste momento à distância de 31 pontos de superar o registo do compatriota Michael Jordan, lenda viva da modalidade e um dos maiores desportistas de todos os tempos. Bryant tem actualmente 32.262 pontos. Kareem Abdul-Jabbar, antiga estrela dos Lakers e detentor do recorde de selecções para o All-Star Game (19), lidera a lista dos melhores marcadores da história da competição com 38.387 pontos.

Publicidade
Publicidade

Já Karl Malone, carinhosamente conhecido por "Postman" e por duas vezes considerado o jogador mais valioso da NBA (1997 e 1999), ocupa o segundo lugar com um total de 36.928 pontos amealhados. Note-se que ambos os jogadores já não estão no activo há vários anos. Abdul-Jabbar retirou-se em 1989, e Malone colocou um ponto final na carreira em 2004.

Aos 36 anos, Kobe Bryant, que apresenta a melhor média de pontos por jogo esta temporada (25,5), nunca defendeu as cores de outra equipa que não os "seus" Los Angeles Lakers e conta com cinco títulos de campeão no seu palmarés (2000, 2001, 2002, 2009 e 2010), os três primeiros conquistados ao lado de Shaquille O'Neal, com quem durante vários anos formou uma das duplas mais temíveis da história da NBA.

O palco mais próximo onde Bryant poderá escrever uma vez mais o seu nome nos anais da NBA é o AT&T Center, casa dos actuais campeões em título San Antonio Spurs.

Publicidade

A equipa californiana mede forças com os pupilos de Gregg Popovich, um dos técnicos mais prestigiados da liga, na madrugada de sexta-feira para sábado, às 2h30 em Portugal Continental e Ilha da Madeira. Nos últimos dez encontros disputados entre Lakers e Spurs, a formação texana tem clara vantagem, ao ter vencido oito partidas. E Bryant até pode sair do Texas com sabor agridoce, caso marque 31 pontos (ou mais) e a sua equipa de sempre não conseguir carimbar a vitória.