Está envolta em polémica a escolha do treinador português para a Taça das Nações Africanas (CAN), depois de Rui Águas ter deixado de fora Marco Soares, o até então "dono" da braçadeira de capitão de Cabo Verde. Considerado como um dos intocáveis no grupo de trabalho, a sua ausência nos 30 pré-convocados caiu que nem uma bomba entre os cabo-verdianos.

Em entrevista à Rádio de Cabo Verde (RCV), o médio do 1º de Agosto não escondeu a tristeza pela sua não inclusão neste primeiro lote de jogadores escolhidos, admitindo ainda que esperava ser convocado, estando mesmo a treinar no Estoril-Praia para preparar a CAN: "Contava ser convocado pelo feedback que me foi dado e pelo sacrifício que tenho feito para poder estar junto dos meus colegas e ajudar.

Publicidade
Publicidade

Comecei a treinar com o Estoril há uma semana com o objectivo de poder estar na CAN, mas nem nos pré-convocados estou".

Garantindo que respeita as escolhas de Rui Águas, o jogador de 30 anos confia que os 23 convocados finais (conhecidos a 23 de Dezembro) vão defender da melhor forma as cores de Cabo Verde, afirmando que vai ficar a torcer de fora: "Claro que sim, outra coisa não poderia ser. Cabo Verde é o meu país, vou estar a torcer por fora, vou ser um 12º jogador de certeza, tal como todos os cabo-verdianos espalhados por todo o lado que esperam que Cabo Verde faça uma boa CAN e nos dê muitas alegrias"

Já sobre os seus sucessores no que à braçadeira de capitão diz respeito, Marco Soares não tem dúvidas que Babanco (Estoril) vai ser a escolha óbvia para liderar o grupo: "Babanco vai assumir a braçadeira de capitão, vai ter o apoio do Heldon (Sporting) e do Fernando Varela (Steaua Bucareste), são três excelentes capitães e de certeza que vão liderar da melhor forma o grupo".

Publicidade

Ainda nesta entrevista à RCV, Marco Soares depositou esperanças numa boa prestação dos Tubarões Azuis na CAN 2015, tendo plena convicção que a equipa vai honrar e representar da melhor forma Cabo Verde.

Recordamos que Rui Águas, o seleccionador português de Cabo Verde, anunciou esta semana os 30 pré-convocados para a CAN, que vai decorrer entre 17 de Janeiro e 8 de Fevereiro na Guiné Equatorial, numa lista que tem como maiores destaques a estreia de Ricardo Gomes (Vitória de Guimarães) e a ausência de Marco Soares, sucessor de Nando como capitão dos Tubarões Azuis, mas que vai ficar de fora dos 23 convocados que vão ser conhecidos na próxima terça-feira, na Cidade da Praia. Antes da estreia na competição Continental marcada para 18 de Janeiro, frente à Tunísia, e num grupo onde figuram também Zâmbia e RD Congo, Cabo Verde vai estagiar durante uma semana no Complexo do Jamor, em Lisboa. #Futebol