Diogo Carvalho terminou a final dos 200 metros estilos na sétima posição, nos Campeonatos do Mundo de Piscina Curta, que estão a decorrer em Doha, no Qatar, até domingo. Katinka Hosszu, da Hungria, voltou a ser uma das protagonistas do dia ao estabelecer novas marcas mundiais nos 200 metros costas e nos 100 metros estilos. O nadador português, que tinha alcançado um novo recorde nacional nas eliminatórias, ao completar a distância em 1 minuto, 53 segundos e 50 centésimos, fechou a final de forma um pouco mais lenta, ao terminar com 1 minuto, 54 segundos e 03 centésimos. Esta foi a quinta final de Diogo Carvalho em finais de Campeonatos do Mundo de Piscina curta.

Publicidade
Publicidade

A medalha de ouro ficou entregue ao japonês Kosuke Hagino. O nadador nipónico de apenas 17 anos, mostrou todo o seu poderio ao terminar com o tempo de 1 minuto, 50 segundos 47 centésimos, deixando na segunda posição Ryan Lochte. O norte-americano, que nadou a distância em 1 minuto, 51 segundos e 31 centésimos, não conseguiu assim conquistar o quinto título consecutivo nos 200 metros estilos, isto depois de ter feito a melhor marca nas eliminatórias (1 minuto, 52 segundos e 92 centésimos). O japonês Daiya Seto, campeão do mundo dos 400 metros estilos nos campeonatos do mundo de Barcelona de piscina longa, ficou no último lugar do pódio.

Katinka Hosszu voltou a ser um dos destaques neste terceiro dia dos Campeonatos do Mundo de Piscina Curta de Doha. A atleta húngara conquistou a medalha de ouro nos 200 metros costas e selou a vitória com um novo recorde do mundo.

Publicidade

Hosszu, eleita nadadora do ano, terminou com o tempo de 1 minuto, 59 segundos e 23 centésimos, destronando a anterior marca de Melissa Franklin, obtida em Outubro de 2011, em 80 centésimos. A medalha de prata foi entregue à australiana Emily Seebohm enquanto a japonesa Sayaka Akase ficou com a medalha de bronze.

Pouco depois, Katinka Hosszu saltou novamente para a água para conquistar de novo o ouro e estabelecer um novo recorde mundial. A húngara triunfou nos 100 metros estilos com o tempo de 56 segundos e 70 centésimos, tirando 16 centésimos à anterior marca que já lhe pertencia. A britânica Siobhan-Marie O'Connor ficou na segunda posição enquanto a australiana Emily Seebohm fechou o pódio.

Nas estafetas, a Dinamarca alcançou a medalha de ouro nos 4x50 metros estilos femininos e estabeleceu uma nova melhor marca planetária. O quarteto nórdico, nadou a distância em 1 minuto, 44 segundos e 04 centésimos, retirando 1,88 segundos à anterior marca, que já pertencia à Dinamarca. As dinamarquesas bateram o quarteto norte-americano por 88 centésimos.

Publicidade

A seleção francesa levou para casa a medalha de bronze ao completar o trajeto em mais 1,85 segundos que o quarteto campeão do mundo.

O quarteto holandês feminino dos 4x100 metros livres conquistou a medalha de ouro com um novo recorde do mundo. A seleção holandesa terminou com o tempo de 3 minutos, 26 segundos e 53 centésimos, menos 1,69 segundos que a anterior marca. A equipa norte-americana ficou com a medalha de prata enquanto a Itália teve de se contentar com a medalha de bronze.

Quanto ao outro português em prova, Alexis Santos, não conseguiu passar das eliminatórias nos 50 metros costas. O nadador do Sporting ficou na 29ª posição, ao terminar com o tempo de 24,29 segundos. Este sábado Alexis Santos e Diogo Carvalho voltam a entrar em prova para participar nas séries dos 100 metros estilos.