Ao segundo dia da 12ª edição dos Campeonatos do Mundo de Natação de piscina curta, que estão a decorrer em Doha, no Qatar, voltaram a cair diversos recordes do mundo, à semelhança do que já sucedera na jornada inaugural. E a húngara Katinka Hosszu chegou finalmente ao ouro, depois da desilusão da primeira ronda, onde foi batida por Mireia Belmonte. Chad Le Clos conquistou a medalha de ouro nos 100 metros mariposa e estabeleceu uma nova marca mundial. O nadador sul-africano de apenas 22 anos, medalha de ouro nos 200 metros mariposa nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012, completou o percurso em 48,44 segundos, tirando 4 centésimos ao anterior recorde, que pertencia ao russo Evgeny Korotyshkin desde 2009.

Publicidade
Publicidade

O norte-americano Tom Shields ficou com a medalha de prata ao terminar com o tempo de 48,99 segundos, enquanto o australiano Tommaso D'Orsogna, medalha de bronze em Londres na estafeta dos 4x100 metros estilos, fechou o pódio.

Na estafeta masculina dos 4x50 metros estilos, a medalha de ouro foi para o conjunto brasileiro. Guilhermo Guido, Felipe França, Nicholas Santos e César Cielo fecharam a participação em Doha com o tempo de 1 minuto, 30 segundos e 51 centésimos, estabelecendo uma nova marca mundial. O anterior recorde estava na posse do quarteto russo que, nas eliminatórias da manhã, fez 1 minuto, 32 segundos e 78 centésimos. A seleção francesa levou para casa a medalha de prata com 1 minuto, 31 segundos e 25 centésimos, seguida pelos Estados Unidos, que arrecadou a medalha de bronze com o tempo de 1 minuto, 31 segundos e 83 centésimos.

Publicidade

Nas senhoras, Katinka Hosszu pode finalmente sorrir. Depois de um primeiro dia onde foi várias vezes derrotada pela espanhola Mireia Belmonte, a nadadora húngara conseguiu chegar à medalha de ouro, e logo com uma nova marca mundial. Hosszu, eleita nadadora do ano, triunfou nos 100 metros costas, alcançando a medalha de ouro com o tempo de 55 segundos e 03 centésimos. O anterior recorde pertencia à japonesa Shiko Sakai. A nipónica tinha feito a melhor marca, registada em 55,23 segundos, a 15 de Novembro de 2009, em Berlim. Katinka Hosszu deixou para trás a australiana Emily Seebohm, campeã olímpica em Londres na estafeta dos 4x100 metros livres e em Pequim, em 2008, nos 4x100 metros estilos. A ucraniana Daryna Zevina terminou no último lugar do pódio.

Quanto à participação portuguesa, Diogo Carvalho alcançou os mínimos para os Europeus de piscina curta do próximo ano, que irão decorrer em Herzllya, Israel, nos 400 metros estilos, mas acabou por não conseguir chegar à final. O atleta do Clube dos Galitos de Aveiro terminou em 10º lugar nas eliminatórias, com o tempo de 4 minutos, 7 segundos e 68 centésimos.

Publicidade

Esta sexta-feira, Diogo Carvalho volta a entrar em ação. O português vai participar nos 200 metros estilos, distância onde conseguiu um terceiro lugar no último Europeu. Alexis Santos, o outro português presente em Doha, também estará esta sexta-feira na piscina. Santos vai participar nos 50 metros costas.