Kobe Bryant está na ordem do dia. Se no campo a estrela dos Los Angeles Lakers e um dos melhores jogadores do mundo está apenas a 31 pontos de ultrapassar o lendário Michael Jordan na lista de melhores marcadores da história da NBA, fora do rectângulo de jogo, o norte-americano veio a terreiro tecer duras críticas aos seus colegas de equipa. Tudo aconteceu num treino da equipa californiana, esta quinta-feira. "Agora vejo porque é que nós perdemos tantos jogos. Vocês são macios como Charmin [conhecida marca norte-americana de papel higiénico] ", atirou o jogador de 36 anos, mostrando-se visivelmente insatisfeito com Nick Young e Jeremy Lin. Instado a comentar estas declarações depois da sessão de treino, Bryant defendeu-se ao afirmar que uma postura mais agressiva "é uma forma de colocar à prova os elementos da equipa" e acrescentou: "Não sei se surtirá efeito, mas pelo menos deverá fazer com que exista mais intensidade nos treinos".

Publicidade
Publicidade

Porém, desengane-se quem pensar que a ira da estrela dos Lakers se ficou pelos jogadores. Sem rodeios, Kobe Bryant dirigiu-se de forma grosseira ao "general manager" da equipa, Mitch Kupchak, segundo avança Mike Bresnahan, jornalista do Los Angeles Time, na sua conta de Twitter. Kobe Bryant é um dos melhores jogadores da história da NBA e nunca na carreira defendeu as cores de outra equipa que não os Lakers. Desde 1996 na equipa da Califórnia, Bryant já foi campeão por 5 vezes (a última em 2010), esteve por 16 ocasiões no "All-Star Game" e foi considerado o jogador mais valioso da liga em 2008, além de vários outros recordes.

Lakers procuram dar pontapé na crise esta sexta-feira

Bryant e companhia deslocam-se hoje, sexta-feira, ao terreno dos San Antonio Spurs, em partida que está agendada para as 2h30 da madrugada em Portugal Continental.

Publicidade

Os Lakers chegam ao Texas com um registo bastante pobre (6 vitórias e 16 derrotas), o que lhes vale actualmente o último posto na Divisão Pacífico e penúltimo lugar na Conferência Oeste. Recorde-se que caso Kobe Bryant marque 31 - ou mais - pontos irá relegar Michael Jordan para o quarto lugar da lista de melhores marcadores de sempre da liga norte-americana.