O #Sporting venceu a noite passada a equipa do Boavista por 3 a 1, num jogo da 12ª jornada da Liga Portuguesa, marcado pela lesão do extremo leonino Nani. Carrilo, que entrou para o lugar de Nani, foi o "homem do jogo", ao marcar o primeiro golo dos leões e fazer assistências para os outros dois, da autoria de Mané e João Mário. Jonathan Silva, defesa esquerdo do Sporting marcou, na própria baliza, o golo do Boavista.

O jogo marcava a reedição de um clássico de há anos, quando as panteras batiam o pé aos três grandes do #Futebol português. Treinado por Petit, o Boavista tentava fazer a vida difícil aos leões, à imagem do que fizeram em casa com o Benfica e no Estádio do Dragão.

Publicidade
Publicidade

Desta feita, o resultado não foi tão conseguido, até porque o Sporting se apresentou muito personalizado, mostrando querer vencer desde o primeiro minuto.

Primeira parte sem golos mas sinal mais do Sporting

Mané, Montero, que voltou a fazer companhia a Slimani no ataque leonino, e Adrian podiam ter inaugurado o marcador para o Sporting ainda na primeira parte, mas o jogo chegou ao intervalo empatado a zero. Com a segunda parte chegaram também os golos. Carrilho, que entrou para o lugar de Nani, que saiu com uma lesão muscular, abriu o livro e marcou, aos 54 minutos, o primeiro golo do encontro, após uma brilhante jogada individual. Pouco depois, aos 56, Carlos Mané, fazia o segundo tento, após passe do peruano.

O Boavista não conseguia contrariar o maior poder ofensivo do Sporting e apostava em despejar bolas na grande área adversária.

Publicidade

Nesta toada, após mais uma bola recuperada pela defesa leonina, surgiu o terceiro golo dos leões. Carrilho, uma vez mais, deu seguimento a um passe de André Martins, que poderá ter feito falta antes de dar sequência ao lance, passou para João Mário, que atirou forte e colocado, ao ângulo direito da baliza de Mamadou Ba.

Carrillo "abriu o livro" na segunda parte e esteve nos três golos leoninos

A três minutos dos 90, Jonathan Silva teve um lance infeliz e, após um centro de Leozinho do lado direito do ataque do Boavista, cabeceou para a própria baliza, manchando o jogo número 300 de Rui Patrício ao serviço do Sporting. Daí até ao final, os jogadores do Sporting limitaram-se a controlar o jogo e a posse de bola. Um resultado justo num relvado difícil e que poderá ter custado a Nani a presença no derradeiro jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões, contra o Chelsea, na próxima terça-feira, em Stamford Bridge, Londres, onde os leões discutem o segundo lugar do grupo, que dá acesso aos oitavos de final da liga milionária.