A Taça da Liga surgiu apenas na época 2007/2008 e logo começou a criar dúvidas no futebol português. Em vez de ser vista como mais um título em disputa, acessível para clubes da 1ª e 2ª divisão, tem sido apelidada de "competição menor". Para os clubes grandes, a Taça da Liga serve apenas para rodar alguns jogadores menos utilizados - excepto para o Benfica, mas já lá iremos. Os clubes mais modestos dão o devido valor a esta competição, visto ser um título que têm legítimas aspirações de virem a conquistar.

Provavelmente, a ainda fraca reputação da Taça da Liga não ajuda a que os clubes grandes se sintam motivados o suficiente para lutar pela conquista da competição.

Publicidade
Publicidade

No início da época, Bruno de Carvalho exemplificou todo este desinteresse pela competição. "O Sporting não tem qualquer interesse na Taça da Liga e apenas vai utilizar jogadores da equipa B." Vejamos alguns factos: há bastante tempo que o Sporting está arredado da luta pelo campeonato e até disputar a Taça de Portugal começa a ser penoso. O clube de Alvalade conta no seu museu com um total de 64 títulos oficiais, enquanto que Benfica tem 84 e FC Porto 117. Conclui-se que esta seria uma excelente oportunidade para o Sporting voltar aos títulos e elevar o seu estatuto ao nível de Benfica e FC Porto. O FC Porto, habituado a grandes conquistas nacionais e internacionais, também renuncia à competição ainda antes da mesma ter início: conta apenas com uma final perdida para o Braga, em 2012/2013.

Publicidade

Formato da competição indefinido

O formato da Taça da Liga tem sido debatido época após época. Numa 1ª fase, o acesso aos grupos é disputado a duas mãos por clubes de escalões inferiores, sendo que os 1ºs oito classificados da 1ª divisão entram automaticamente na 2ª fase. Destes, passam os 1ºs classificados de cada grupo para as meias-finais. Parece suficientemente simples, e talvez por isso mesmo ainda não reúna consenso entre todos os membros da Liga. Muitos defendem que a Taça da Liga deveria ser disputada num formato similar à Taça de Portugal. Ou seja, em vez de existirem duas fases distintas - eliminar e grupos, a competição deveria ser jogada sempre a eliminar, com as meias-finais a duas mãos (regra recente na Taça de Portugal). Por enquanto, a Taça da Liga mantém-se e não se preveem alterações num futuro próximo.

A surpresa Vitória de Setúbal e a hegemonia do Benfica

Na época 07/08 poucos acreditavam que os sadinos conseguissem este feito: Carlos Carvalhal levou o Vitória de Setúbal à conquista da 1ª edição da Taça da Liga! Ao derrotar o Sporting na final, Carvalhal gravou o seu nome e o do clube na história do #Futebol português.

Publicidade

No entanto, a história viria a mudar. Devido ao forte domínio do FC Porto na Liga, o Benfica viu na Taça da Liga uma chance para voltar aos títulos. A Taça da Liga não tem de longe a mesma importância do campeonato nacional, mas serviu para os encarnados adicionarem alguns títulos ao seu museu. Actualmente é o detentor do troféu e o clube com mais taças conquistadas: 5. O Sp. Braga é o outro vencedor da prova, ao conquistar a competição na época 2012/2013.

Resultados da 1ª Jornada da edição 2014/2015

Grupo A

Grupo B

  • Estoril 1 - 1 Marítimo
  • Sp. Covilhã 2 - 1 Gil Vicente

Grupo C

  • V. Guimarães 0 - 2 Sporting
  • Boavista 0 - 0 Belenenses
  • Isento: V. Setúbal

Grupo D

Melhores marcadores

1. Clemente (Santa Clara): 4 golos

2. Mendy (U. Madeira): 4 golos

3. Carlos Saleiro (Oriental): 3 golos