O jogador de #Futebol Thierry Henry anunciou ontem, terça-feira, o final da sua carreira como jogador de futebol. Ao fim de cerca de duas décadas neste desporto, Thierry Henry informou o mundo que chegou a hora de se afastar dos relvados como jogador. Agora, a sua carreira vai passar pelos comentários no canal Sky Sports. Henry escreveu no Facebook: "A minha carreira foi uma viagem incrível". Agradeceu também, através daquela rede social, o apoio dos adeptos dos clubes por onde passou e também da seleção francesa.

O jogador francês nasceu em Les Ulis, Essonne, um subúrbio de Paris. A sua estreia profissional aconteceu no ano de 1994 pelo Mónaco.

Publicidade
Publicidade

Thierry Henry teve uma passagem fugaz pela Juventus, jogou pelo Arsenal (1999-2007), depois mudou-se para o Barcelona (2007-2010), terminando a sua carreira no New York Red Bulls (2010-2014). Foi no Arsenal que Henry se tornou um jogador de classe mundial. De acordo com o mentor de longa data e treinador Arsène Wenger, Henry tornou-se o melhor goleador de todos os tempos do Arsenal, com um total de 228 golos em todas as competições do clube.

Em junho de 2007, depois de oito anos a jogar pelo Arsenal, foi transferido para o Barcelona. Em 2010, juntou-se ao New York Red Bulls, acabando por voltar para o Arsenal por empréstimo durante dois meses em 2012. Henry alcançou muito sucesso com a seleção francesa, onde ganhou o Mundial da FIFA em 1998 e o Euro em 1996. Em outubro de 2007 superou o recorde de Michel Platini e tornou-se o melhor marcador francês de todos os tempos.

Publicidade

Henry também foi um dos melhores jogadores de futebol em termos comerciais, pois as suas transferências tiveram sempre dos valores mais elevados no mundo do futebol.

No mundo da televisão, o acordo de Thierry Henry com a Sky Sports tem a duração de seis anos e vai render ao francês uma média cinco milhões de euros por ano. Um contrato mais do que digno de um futebolista de topo. Fora de campo, Henry é um porta-voz ativo contra o racismo no futebol, em parte devido às suas próprias experiências. Casou-se com modelo Inglesa Nicole Happy no ano de 2003 e teve uma filha.