A temporada na Fórmula 1 ainda não terminou e algumas equipas já têm anunciado novos pilotos para o próximo ano. A Sauber e a toro Rosso foram as primeiras a anunciar os seus novos pilotos, às quais agora se junta a Ferrari. A scuderia italiana divulgou através de um comunicado oficial que Fernando Alonso irá ser substituído por Sebastian Vettel da Red Bull Racing. Têm surgido diversos rumores desde agosto deste ano no que diz respeito à possibilidade de Alonso abandonar a Ferrari, uma vez que de ambas as partes não havia satisfação entre si.

Alonso não estaria contente com a equipa italiana, assim como a performance nas pistas também não seriam do agrado da equipa oriunda de Maranello.

Publicidade
Publicidade

Traduzindo isto para dados, verifica-se que nesta temporada Alonso não conseguiu alcançar um lugar no pódio nas 18 corridas que já se realizaram e está em sexto lugar no Mundial de Pilotos, com 161 pontos. A somar a isto havia o forte rumor de que o bicampeão voltaria a envergar o fato da McLaren em 2015.

Como se não bastasse, o até então presidente da Ferrari, Luca di Montizemolo, que estava à frente da equipa à cerca de 23 anos, foi trocado em setembro por Sergio Marchionne, presidente do Grupo Fiat que veio com propostas para alterar todo o planeamento da equipa de corrida já na próxima temporada. Luca di Montizemolo era um fã de Alonso e garantiria a presença do espanhol no próximo ano, algo que não parece acontecer com Sergio Marchionne.

Apesar desta saída conturbada, a Ferrari fez questão de agradecer ao piloto os cinco anos em que correu pela equipa.

Publicidade

Marco Mattiaci (chefe da equipa, que entretanto também já foi substituído por Maurizio Arrivabene) agradeceu na altura e disse que Fernando Alonso iria ficar para sempre no corredor da fama da Ferrari num lugar especial. Referiu ainda que foi uma aventura extraordinária, quando nos últimos cinco anos o espanhol esteve perto de vencer por duas vezes o campeonato mundial. Marco apelou ainda a que os fãs da Ferrari o continuem a ter em especial consideração, apesar dos futuros compromissos que possa vir a ter.

Alonso esteve ao serviço da Ferrari desde 2010, e durante este período que permaneceu em Maranello somou 1.186 pontos, conseguiu 44 pódios e 11 vitórias. Os dois títulos que quase venceu em 2010 e 2012, perdeu-os para o agora seu substituto, Sebastian Vettel. #Entretenimento #Automobilismo