O #Benfica venceu o Campeonato Nacional de Estrada em atletismo, que se realizou esta manhã, na Maia. Rui Pedro Silva e Dulce Félix, ambos do Benfica, triunfaram a nível individual. No que toca à competição por equipas, a vitória também pendeu para o lado do clube da Luz, tanto no setor masculino, como no feminino. O Benfica não deu qualquer hipótese à concorrência e tornou-se assim Tricampeão Nacional de Estrada, em masculinos e femininos, depois de já ter conquistado a competição nos dois anos anteriores. Rui Pedro Silva e Dulce Félix renovaram os títulos individuais conquistados em 2014.

No setor masculino, começou a adivinhar-se a vitória benfiquista depois do ataque de Rui Pinto, que deixou para trás os principais atletas sportinguistas, entre os quais estavam Manuel Damião e Hermano Ferreira, que acabaram por desistir.

Publicidade
Publicidade

No final, Rui Pedro Silva foi o primeiro a cortar a meta, tendo terminado a prova de 10 quilómetros em 28.59 minutos. O pódio ficou completo com o benfiquista Rui Pinto, com o tempo de 29.07 minutos, e Licínio Pimentel (Individual), com 29.08 minutos, respetivamente. A nível coletivo, o Benfica venceu a competição com 11 pontos, contra os 40 do Sporting e os 44 do Maia AC.

No final da prova, Rui Pedro Silva afirmou que "as vitórias nos Campeonatos Nacionais são sempre difíceis" e colocou a equipa em primeiro lugar. "O objectivo principal para a prova era lutar pela classificação colectiva", confessou. Só a meio da prova é que o atleta benfiquista ponderou a hipótese de uma vitória individual. "A partir dos 5 km fiquei na frente só com o Rui Pinto e aí comecei a pensar na vitória individual", explicou.

Publicidade

Rui Pedro Silva falou ainda sobre o que o atletismo lhe reserva num futuro próximo. "A Taça dos Clubes Campeões Europeus de Corta-Mato é o objetivo mais imediato, depois vem o Nacional de Corta-Mato", disse.

Dulce Félix radiante com a vitória

Na corrida do setor feminino, Dulce Félix atacou cedo rumo à vitória, deixando a vasta concorrência para trás. Terminou a prova em 31.25 minutos, seguida da sportinguista Sara Moreira que finalizou a corrida 44 segundos depois, ou seja, com 32.09 minutos. O pódio ficou completo com a presença de Salomé Rocha, atleta do Benfica, com 32.22 minutos. A nível coletivo, a vitória sorriu para o lado das corredoras encarnadas, que somaram um total de 13 pontos. O Sporting ficou em segundo lugar com 29 pontos, logo seguida da equipa ADERCU Serena, que totalizou 69 pontos.

Após o término da corrida, Dulce Félix, mostrou-se radiante com mais uma vitória nos Nacionais de Estrada, considerando que "foi uma vitória gira e mais fácil do que estava à espera".

Publicidade

"Estou muito feliz com o título individual mas também com o colectivo", afirmou. Apesar do triunfo, a atleta benfiquista traçou logo os próximos objetivos competitivos. Dulce Félix vai estar presente no Campeonato Nacional de Corta-Mato e pretende correr uma maratona. "Quero fazer já marca de qualificação para os Jogos Olímpicos na Maratona", conclui a atleta.