Luís Campos poderá estar de saída do Mónaco. Paris Saint-Germain e Barcelona pretendem contar com os serviços do ex-treinador. Após vários insucessos como técnico, o português, de 50 anos, esteve afastado do #Futebol profissional entre 2005 e 2012. Regressou pela porta grande: a convite de José Mourinho, trabalhou no Real Madrid, enquanto olheiro. Esteve ali uma temporada, rumando depois ao ambicioso projecto do Mónaco.

Chegou ao clube monegasco em 2013. O clube estava de regresso à 1ª liga francesa. O milionário russo Rybolovlev era o novo proprietário do clube (cargo que ainda ocupa). Tinha sido criada uma equipa de luxo: Ricardo Carvalho, Falcao, James Rodríguez, João Moutinho, entre outros.

Publicidade
Publicidade

O treinador era o italiano Ranieri e o objectivo imediato era vencer o campeonato, mas tal não foi possível.

Na época seguinte, Luís Campos convenceu o compatriota Leonardo Jardim a abandonar o Sporting e a ser o novo treinador do Mónaco. O problema estava na equipa: a maioria das estrelas estava de saída e já não havia tanto dinheiro para investir. Porém, chegava por empréstimo do Benfica e a jovem promessa portuguesa Bernardo Silva (que entretanto foi adquirido). Um valor que se tem afirmado na equipa principal. A sua chegada deverá ter tido a intervenção de Luís Campos.

Os problemas monetários do Mónaco, aliados ao mau campeonato daquele clube e aos alegados interesses do PSG e Barcelona no atual Diretor Desportivo, poderão ditar assim o fim da relação entre as duas partes. Sabe-se que tanto o Barça e o PSG apreciam em Luís Campos as suas habilidades para realizar transferências e também a sua "visão" em relação ao mercado da bola.

Publicidade

O clube parisiense está "de olho" no português desde a temporada passada. Desde a saída do brasileiro Leonardo que o PSG procura um elemento para assumir a pasta de director desportivo. Algumas tentativas já terão sido feitas para levar o actual conselheiro do Mónaco a mudar-se para a capital francesa.

O PSG, para além das referidas capacidades, também vê como aliciante o facto de Luís Campos ser amigo de Mourinho e também de Jorge Mendes, o empresário de Cristiano Ronaldo. Fatores que assim poderiam facilitar um eventual ingresso do melhor técnico e do melhor jogador do mundo naquele clube francês.

A carreira de treinador

Luís Campos treinou várias equipas portuguesas. Na 1ª divisão, orientou quatro clubes: Gil Vicente, Varzim, Vitória de Setúbal e Beira-Mar. Destas equipas, apenas não desceu a primeira mencionada, tendo aí conseguido um feito em 2003-2004: conseguiu ser o único a derrotar FC Porto de Mourinho para o campeonato. Com a equipa do Sado e com os nortenhos, detém o infeliz recorde de despromover as duas equipas na mesma temporada.