O Benfica perdeu ontem por 1-0 em Paços de Ferreira e desperdiçou a possibilidade de ampliar para nove pontos a vantagem sobre o segundo classificado, o FC Porto. Depois de os azuis e brancos terem desiludido na visita à Madeira, com uma exibição sem cor e uma derrota que, em caso de vitória encarnada, os deixaria com poucas hipóteses na luta pelo título, o Benfica não foi capaz de assumir a importância desta partida e de dar o passo de gigante para o bicampeonato que lhe era exigido.

Os comandados de Jorge Jesus enfrentaram dificuldades desde o início do jogo para chegar à baliza pacense que, com uma equipa muito compacta e competitiva, não dava espaços para as principais individualidades adversárias exporem o seu #Futebol.

Publicidade
Publicidade

Até que, aos 19', os encarnados beneficiaram de uma grande penalidade por alegada mão de Ricardo dentro da área. No entanto, Lima acertou com estrondo na barra e viu fugir a oportunidade de colocar a equipa na frente do marcador. O #Benfica tentava chegar à frente, mas sem mostrar a mesma nota artística dos últimos jogos, fruto em grande parte da ausência do seu maior criativo, Nico Gaitán, e viu chegar o intervalo com o nulo inicial, apesar de ainda ter tido algumas oportunidades para marcar no que restou da primeira parte.

Na segunda parte o Benfica continuou a sua avalanche ofensiva, mas a boa organização defensiva da equipa orientada por Paulo Fonseca dificultava as investidas encarnadas em profundidade. Daí que as melhores oportunidades tenham surgido através de um remate de fora de área por intermédio de Jonas e de um desvio de Lima, após canto, que voltou a embater na barra, aos 61'.

Publicidade

O Paços de Ferreira parecia sentir-se cómodo com o jogo e com o resultado tentando, sempre que possível, lançar o contra-ataque, mas privilegiando sempre a segurança defensiva nas suas acções. Até que, quando já ninguém esperava, os castores beneficiaram de uma grande penalidade ao minuto 90', que Sérgio Oliveira, jogador dos quadros do FC Porto, converteu e sentenciando as ambições encarnadas.

Esta derrota deixa o Benfica com os mesmos seis pontos que tinha sobre o FC Porto à partida para a 18ª Jornada, mas vê aproximar-se o Sporting, que foi o maior beneficiado da ronda, ao ganhar pontos a todos os principais rivais. O campeonato encontra-se assim relançado, com leões e dragões a ganharem novo fôlego para a luta pelo título.

De realçar ainda que o Benfica quebrou uma série vitoriosa que durava já há nove jornadas e um registo notável de golos na liga, já que desde Abril de 2012 que os encarnados não ficavam a zero em jogos a contar para a Liga Portuguesa. #F.C.Porto