Vem directamente de Montevideu o primeiro reforço de 2015 para o ataque do Benfica ao bi-campeonato. Jonathan, "o Novo Cavani" - como é apelidado no Uruguai - é o homem escolhido para substituir Rodrigo, que saiu para o Valência no início da época. "Órfão" do hispano-brasileiro, Jorge Jesus vê no atacante de 21 anos o complemento ideal para Jonas. O ainda jogador do Peñarol já manifestou vontade de jogar pelas águias, mas falta o acordo financeiro entre os dois emblemas.

O impasse negocial prende-se com a intransigência dos uruguaios em manter uma percentagem do passe de Jonathan para assegurar o direito a um futuro encaixe financeiro, mas o #Benfica quer comprar desde já os 100 por cento dos direitos desportivos do camisola 21 dos Carboneros e, segundo a imprensa local, o acordo está para breve, estando cerca de 200 mil euros a adiar o "preto no branco".

Publicidade
Publicidade

A chegada de Jonathan é mesmo uma das mais ansiadas para Jorge Jesus, que conhece o avançado uruguaio há muito e quer apostar nas suas características para dar novo poder de fogo ao ataque do Benfica, permitindo dessa forma o recuo de Talisca para a posição 8, agora vaga, depois da saída de Enzo Pérez para o Valência. A velocidade é o melhor atributo do "novo Cavani", que faz da sua capacidade de explosão e da potência física as suas armas preferenciais, sendo apelidado como "terror dos adversários" no Uruguai.

No entanto, há uma nuvem que paira sob Jonathan, um problema congénito na anca que abortou no Verão a sua transferência para o Sporting de Braga. Esta é uma situação a que o Benfica não é indiferente, tendo aprofundado o conhecimento sobre o real estado físico do avançado. O departamento médico das águias recebeu indicadores positivos e optimistas de que o problema físico não condicionará a evolução do jovem de 21 anos.

Publicidade

Outro dos pontos muito elogiados no Uruguai é a força psicológica de Jonathan, que não se deixou abater pelo fracasso na sua ida para a Europa, conseguindo dar a volta e, segundo rezam as críticas, voltando ainda mais forte, alcançando agora a recompensa esperada, o interesse e iminente transferência para o actual campeão português.

Veloz, forte fisicamente, inteligente com e sem bola, mas com algumas carências no jogo aéreo, Jonathan é há muito comparado com Edison Cavani, actual jogador do Paris Saint-Germain, razão pela qual tem "às costas" o peso de ser o "o Novo Cavani". Caso chegue ao Benfica vai ter outra tarefa para ultrapassar: fazer de Rodrigo Moreno e destacar-se até Maio na luta pelo bi-campeonato de águia ao peito. #Futebol